Próximo aos 40 anos da banda, Titãs querem relembrar passado e seguir para futuro com disco de inéditas em 2022 [ENTREVISTA]

Tony Belloto, dos Titãs, falou em entrevista à Rolling Stone Brasil sobre disco de inéditas e possibilidade de turnê para comemorar 40 anos de história

Redação Publicado em 30/11/2021, às 15h25

None
Tony Belloto, Beto Lee e Mario Fabre na Rolling Stone Music & Run (Foto: Rolling Stone Brasil / Dimitrius Vlahos)

A Rolling Stone Music & Run aconteceu no sábado, 20. Titãs, um dos maiores clássicos do rock brasileiro, encerrou a noite animada de música e corrida. Antes do show, o guitarrista e vocalista Tony Belloto -  aquecido após participar da prova de cinco quilômetros -  contou sobre a volta aos palcos, a emoção de ver grandes eventos novamente e deu pistas sobre projetos futuros em entrevista à Rolling Stone Brasil.

Com Rita Lee estampada na camiseta - uma singela homenagem a uma das maiores cantoras brasileiras e ao filho da artista, Beto Lee, quem se apresentou junto a banda na noite de sábado - Tony agraciou os palcos com simpatia e humildade. A atriz Malu Mader, casada com o músico há mais de 30 anos, também assistiu ao show e honrou Rita com uma camiseta idêntica a do marido. 

+++LEIA MAIS: Rolling Stone Music & Run: aos 10 anos, evento marca volta dos Titãs aos palcos, além de apresentações de Warriors e Davide Lo Surdo

A apresentação contou com Bento Mello, filho de Branco Mello, quem não compareceu ao evento por complicações de saúde. Em diversos momentos, os integrantes lembraram a importância do baixista, mencionando-o antes de apresentarem sucessos como "Televisão" - cantada por Beto Lee. Belloto segurou os vocais em outras canções normalmente performadas por Branco, como "Sonífera Ilha." 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BETO LEE (@betolee)

Em mais de uma hora de show, a banda animou os milhares de fãs com clássicos como "Isso," "Família" e "Homem Primata." Antes de tocar "Enquanto Houver Sol," Sérgio Britto discursou sobre a pandemia e enalteceu os profissionais da saúde, dedicando a canção a eles.

+++LEIA MAIS: Rolling Stone Music & Run 2021: Conheça Davide Lo Surdo, mestre da guitarra e uma das atrações do evento

Confira a entrevista de Tony Belloto à Rolling Stone Brasil:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rolling Stone Brasil (@rollingstonebrasil)


Entrevista com Tony Belloto

Quais as expectativas para o show de hoje?
A expectativa é a melhor possível, porque esse show é muito legal. Isso de unir a corrida com o rock é uma ideia sensacional. Toquei aqui uma vez e pensei: “Na próxima, vou correr e tocar.” Então, hoje, corri e estou na adrenalina para tocar. Esse show é muito único, a vibe das pessoas é incrível. Muito feliz.

+++LEIA MAIS: Titãs anuncia novo disco acústico - além de ser atração da Rolling Stone Music & Run


Como se sentem com a volta dos shows depois desse período de incertezas?
Depois desse período tão isolado, angustiados, poder voltar de maneira segura - estamos vendo a vacinação funcionar, a ciência conseguindo impor essa vitória - tem uma ansiedade muito grande por esse novo momento. Tanto do público como dos artistas. O show vai ser muito intenso. Hoje, na corrida, senti uma vibração de muita alegria, as pessoas estão curtindo muito e estavam com saudades desses eventos.

+++LEIA MAIS: É um desafio incluir músicas novas sabendo que as pessoas querem os sucessos dos Paralamas, diz João Barone


Como foi o processo da banda durante a pandemia?
A pandemia nesse sentido foi meio paradoxal. Ganhamos tempo, mas esse tempo era muito ansioso e angustiado pelas notícias. Conseguimos compor algumas canções e vamos fazer um disco de inéditas, mas foi um período muito difícil.

+++LEIA MAIS: Any Gabrielly relembra trajetória com Now United: 'As diferenças são muito celebradas' [ENTREVISTA]


Como surgiu a ideia do trio acústico? [Três EPs com versões acústicas de canções clássicas da banda]
Os fãs nos cobravam muito para comemorarmos o aniversário do Acústico MTV (1997), um disco de muito sucesso. Na época [em 2017], estávamos fazendo a ópera [disco Doze Flores Amarelas, 2018]. Depois, pensamos em homenagear o Acústico, mas de uma maneira diferente: um show mais intimista, só nós três [Tony Bellotto, Branco Mello e Sérgio Britto], falando da carreira, contando histórias. Foi muito prazeroso, apresentamos em teatros, é uma vibração muito legal. É um show diferente desses festivais, onde as pessoas dançam ao ar livre, outra pegada. 

+++LEIA MAIS: Grammy Latino 2021: os bastidores da batuta do diretor do espetáculo, Marcelo Gama [ENTREVISTA]


Das canções presentes no Trio Acústico, qual a sua favorita?
É difícil dizer uma, né? São como filhos, mas tenho um carinho especial pela música “Polícia,” que compus e está sempre em qualquer projeto dos Titãs. Do Trio Acústico (2020) é uma das minhas queridas.

+++LEIA MAIS: Vitor Kley renova influências para próximo disco e comemora indicação ao Grammy Latino [ENTREVISTA]


Você mencionou um disco novo de inéditas. Em qual etapa está esse disco? Há previsão de lançamento?
Queremos gravar agora no começo [de 2022], para lançarmos no primeiro semestre do ano que vem. Com a pandemia, assimilamos sentimentos, ideias, e o disco surgiu. Estamos trabalhando nos arranjos e queremos gravar em janeiro, fevereiro.

+++LEIA MAIS: Campus Party 2021: 'Agora é a revolução digital,' diz CEO Tonico Novaes [ENTREVISTA]


Tem uma turnê planejada com esse disco?
Não sei, porque ano que vem faremos 40 anos. Estamos pensando também em uma turnê comemorativa, mas precisamos nos organizar. Não sabemos direito como vai ser ainda.

+++LEIA MAIS: João Gomes reflete sobre fama e inspiração para novos artistas: 'Sei a responsabilidade que carrego' [ENTREVISTA]


Há a possibilidade de uma turnê mais acústica?
Não. A turnê acústica está, praticamente, encerrada. Ainda temos alguns shows adiados desde o início da pandemia, mas o ciclo do Trio Acústico (2020) terminou. Agora é o momento de um disco novo, elétrico e de comemorar os 40 anos, algo importante para a história do rock no Brasil. São 40 anos de atividade ininterrupta, algo legal para todo mundo.

+++LEIA MAIS: Roberta Campos celebra sucesso do single 'Miragem', parceria com Natiruts, e novo disco: 'Superpositivo' [ENTREVISTA]


Algo mais que você gostaria de compartilhar?

Falamos sobre tudo. Estou muito animado para esse show, espero que ele se repita muitas vezes, é algo muito legal!

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rolling Stone Brasil (@rollingstonebrasil)

+++LEIA MAIS: Teatro Mágico: Fernando Anitelli conectou público com arte para sobreviver à quarentena [ENTREVISTA]

Confira a entrevista completa no canal da Rolling Stone Brasil: