Denise Reis: uma mulher de muitos – e incríveis - talentos

Redação Publicado em 22/08/2012, às 11h00 - Atualizado às 11h08

Denise Reis
Reprodução

Por Cláudia Boëchat

A primeira vez que ouvi Denise Reis me impressionei com seu violão. Na segunda vez, gostei das músicas de sua autoria. Na terceira, fiquei de queixo caído com os sons que ela faz com a boca. Só vendo para entender. Na quarta vez, a conheci pessoalmente, depois de um show na casa de Hebe Camargo. A apresentadora escolheu Denise para fazer o show na festa de seu aniversário. Foi muito bom. Terminado o show, fim de festa, ficamos eu, Denise, Hebe e mais dois amigos papeando, ouvindo música e cantarolando até as 5 da manhã! Descobri que Denise também é “uma gracinha” de pessoa. Super alto astral. Sei que ela tem dois CDs gravados: Chá de Hortelã com Caviar e Alfândega. Pra começar, escolhi um vídeo com várias canções, incluindo temas de antigos seriados interpretados pela “mulher-trompete”:

Agora, ouçam “Tudo Passará” (Nelson Ned):

“Alfândega” (Denise Reis e Ronaldo Serruya):

“Coração a Capela” (Denise Reis e Renata Thurler):

“Irene” (Denise Reis e Renata Thurler):

Perseguição (Denise Reis e Renata Thurler):

Para falar com Cláudia Boëchat, envie e-mail para claudia.boechat@rollingstone.com.br