Pulse

Helena Meirelles e sua viola genial que toca a alma da gente

Redação Publicado em 16/08/2012, às 18h57 - Atualizado às 19h09

Helena Meirelles
Reprodução

Por Cláudia Boëchat

Acordei com vontade de ouvir a violeira Helena Meirelles. Infelizmente, ele já foi para o “andar de cima”. Morreu em 2005, com 81 anos. Uma mulher incrível, uma viola inesquecível. Nasceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e aprendeu a tocar viola na Fazenda Jararaca, ouvindo o avô, o tio e outros peões tocarem. Aos 9 anos já era genial com o instrumento. A menina tirava sons de cordas feitas com as linhas que afanava dos carreteis de sua mãe. Conviveu com índios caiapós. Foi parteira e teve seus 11 filhos, de três casamentos, sem ajuda. Foi também lavadeira e benzedeira. Tocou sua viola em inúmeros bordeis e nos bares da vida. Mas teve também reconhecimento internacional. A revista Guitar Player a incluiu entre os 100 melhores do mundo. A danada entrou num pôster da revista ao lado de gente como Jimi Hendrix, Eric Clapton, Keith Richards e B.B. King. Também teve sua história contada em filme, no longa Helena Meirelles, a Dama da Viola. Vamos ouvir essa artista extraordinária que, se estivesse viva, teria completado 88 anos esse mês, no dia 13.

Para falar com Cláudia Boëchat, envie e-mail para claudia.boechat@rollingstone.com.br