Pulse

Nara Leão, Elis Regina, Angela Ro Ro, Zé Rodrix e Paralamas do Sucesso: poesia e leveza na busca da felicidade

Redação Publicado em 05/03/2012, às 14h49 - Atualizado às 15h10

Elis Regina será homenageada em 2012
Foto: Reprodução

Por Cláudia Boëchat

Desejo. Sonhos. Vontade de ser feliz. Vida.

Quantas músicas falam disso? Milhares. Mas escolhi apenas cinco pra gente ouvir e começar a semana com uma inspiração bem leve, prazerosa.

A primeira, “Quero Mais”, interpretada por Ângela Ro Ro, não é das mais badaladas, mas é muito especial. O poema inicial exprime o desejo de conquistas desde a infância. A música é um deleite. Ao estilo da Ro Ro dos velhos tempos. A gravação é de antes da virada do milênio: 1993. Composição dela com Ana Terra. Ouça:

A segunda música, “Quero”, é uma composição de Thomas Roth, interpretada por Elis Regina no disco Falso Brilhante, gravado em 1976. Parte fala de um anseio compartilhado por muita gente até hoje, quase quatro décadas depois da gravação: o desejo de viver junto à natureza limpa, pura. A canção abrange também um tipo de fantasia inocente, que também não morre nunca dentro da gente.

E, falando em Elis, há uma outra música que ficou famosa na interpretação dela que, apesar das expressões de época como “cuca legal”, exprime um sentimento bastante atual de boa parte da população que vive, principalmente, nos grandes centros urbanos. É uma composição de Zé Rodrix e Tavito, apresentada no Festival Internacional da Canção em 1971. Ouça a apresentação histórica de “Casa no Campo” interpretada pelos autores e, a seguir, a de Elis (que não dá pra ignorar, né?):

No mesmo espírito, Nara Leão interpreta uma canção de Roberto e Erasmo Carlos, “Além do Horizonte”, em um clipe de 1978:

Para terminar, outra música que bem expressa o desejo de ser feliz de uma maneira mais lúdica: “Busca Vida”, composta por Herbert Vianna e gravada por Paralamas do Sucesso em 1996. Viaje com eles: