Para gringo curtir?

Artistas brasileiros reclamam das condições impostas pela organização do Rock in Rio

Redação Publicado em 25/09/2011, às 17h46 - Atualizado às 19h02

Palco Sunset
Divulgação

Uma reclamação constante dos artistas brasileiros volta a aparecer na edição 2011 do Rock in Rio: o favorecimento aos estrangeiros. A principal questão é quanto às passagens de som, em especial no Palco Sunset (foto). Alguns artistas tiveram um limite de apenas 15 minutos para testar o equipamento. A qualidade do som - às vezes confuso e baixo - também foi tópico de debate.

João Gordo, que participou do show do Korzus com o Punk Metal Allstars no domingo, 25, aproveitou uma entrada ao vivo da apresentadora Érika Mader, do Multishow, para protestar. "Os promoters não têm respeito com os brasileiros", disse. "É tudo muito mambembe." Ele ainda disse que estava na escalação do evento apenas por sorte, não merecimento. "Os [artistas] velhos são sempre os mesmos, é difícil ser escalado."

Em 2001, uma série de artistas (O Rappa, Cidade Negra e Raimundos, entre outros) decidiu não tocar no Rock in Rio depois de descobrir que haveria limitações aos brasileiros.