Produtora quer tirar das mãos de gravadora os direitos sobre "Happy Birthday to You"

Estragrando a festa e a "hora do parabéns"

Redação Publicado em 14/06/2013, às 17h34 - Atualizado às 19h44

Bolo de aniversário
Reprodução

Sabia que toda vez que você envergonha uma pessoa amada em pleno aniversário com aquele momento constrangedor de “cantar parabéns”, está entoando uma música de propriedade de uma grande empresa? Pense nisso da próxima vez que estiver lá comendo bolo e não pagando direitos de execução.

"Happy Birthday to You", a música mais famosa do mundo na língua inglesa e a mais cantada, virou motivo de briga judicial. Nos Estados Unidos, uma produtora que está fazendo um documentário sobre a música está na justiça exigindo que a Warner/Chappell não tenha mais os direitos autorais sobre ela.

A Good Morning to You Productions (GMTY) apresentou uma ação nos tribunais federais de Manhattan pedindo para que seja invalidado o direito autoral que a empresa tem sobre a canção e pedindo para que ela caia em "domínio público".

"Esta é uma ação para declarar inválido o direito autoral que o acusado Warner/Chappell afirma ter sobre a canção mais popular do mundo, 'Happy Birthday to You'", diz o processo. As informações são da agência France Presse.

A produtora estava realizando o documentário e, claro, pretendia sonorizá-lo com a música. Foi aí que eles souberam que ela é propriedade da Warner/Chappell, o que gerou uma taxa de US$ 1.500. Segundo o processo, o pagamento foi realizado, mas por puro medo da multa de US$ 150 mil que seria aplicada, caso contrário.

"Happy Birthday to You" deriva de uma música chamada "Good Morning to All", que as irmãs Mildred J. Hill e Patty Smith Hill compuseram antes de1893.

Para a GMTY, a Warner/Chappell só tem direito “extremamente restrito para reproduzir e distribuir um arranjo para piano para a canção, publicado em 1935". Ainda segundo o processo, a Warner/Chappell arrecada pelo menos US$ 2 milhões por ano com a faixa.