Ryan Adams faz cover de Bryan Adams, que agradece e diz que vai retribuir a homenagem

Artistas são praticamente homônimos

Redação Publicado em 09/05/2015, às 11h02

O cantor e guitarrista Ryan Adams
Reprodução/Facebook

Uma letrinha é o suficiente para causar um furacão entre os cantores Ryan Adams e Bryan Adams. O primeiro, por ser mais novo, sofreu com as confusões e comparações durante toda a vida, como ele próprio já revelou. Mas, agora, Ryan fez novamente uma cover de Bryan, e o segundo não só agradeceu como disse que iria retribuir a homenagem.

Lembre quais foram as faixas que concorrem ao Grammy de Melhor Música de Rock este ano.

Ryan tocando Bryan não é novidade. Já no ano passado, em outubro, o músico mais jovem apresentou “Run to You”, faixa do quase-xará (saiba mais aqui). Contudo, foi apenas com uma versão para “Summer of ‘69”, tocada em Nashville, no fim de abril, que Ryan conseguiu chamar atenção de Bryan.

Isso porque Ryan apresentou “Summer of ‘69” no Ryman Auditorium, mesmo local em que ele, segundo o Stereogum, em 2002, chegou a expulsar um fã de um show por pedir insistentemente a própria “Summer of ’69” (de Bryan). Na traumática ocasião, ele se recusou a tocar e acendeu as luzes da casa de shows para a retirada do fã piadista.

Além disso, em entrevista à revista Spin, em 2006, Ryan chegou a afirmar que “teve que fazer terapia por causa de toda a confusão com ‘Summer of ’69’, de Bryan Adams”. Ele ainda disse: “Eu costumava subir ao palco e não conseguia ouvir nada dos aplausos. Só conseguia escutar: ‘Vá se foder!’ ou ‘Jeff Tweedy [vocalista ado Wilco] é melhor!’... Então, não é que agora ninguém mais grita ‘Summer of ’69’, mas eu consigo fazer com que isso não estrague a minha noite”.

Agora, Bryan disse: “Ryan me escreveu para dizer, no dia anterior, que ele iria fazer aquilo. Acho que foi uma libertação um tanto catártica para ele retornar ao mesmo lugar e tocar aquela canção, como vocês provavelmente sabem da história.”

“Então acho que, de certa forma, ele foi meio que perseguido pela canção, o que é uma pena porque é uma música muito boa”, acrescentou. “Enfim, estou feliz que ele fez isso. Ele é um grande artista. E com certeza eu irei cantar uma das músicas dele. Ainda não sei qual delas, entretanto.”

Assista abaixo à performance de Ryan Adams que, apesar de ter arrancando risos da plateia, deve ter sido extremamente dura para ele. Mas tudo bem, o cantor de Easy Tiger, Gold, Love is Hell, mostrou que o melhor jeito de enfrentar os problemas é encarando-os de frente.