Skates flutuantes de De Volta Para o Futuro Parte II são uma brincadeira – mas, admita, você torceu para que eles fossem reais

Vídeo protagonizado por Christopher Lloyd, ator da franquia de ficção científica, fez muita gente crer na veracidade dos hoverboards

Redação Publicado em 06/03/2014, às 20h38 - Atualizado às 21h19

Marty McFly  - hoverboard
Reprodução / Vídeo

“Aqui é seu velho amigo Christopher Lloyd”, diz o cabisbaixo ator (assista abaixo) que nos anos 1980 deu vida ao excêntrico doutor Emmeth Brown na franquia de ficção científica De Volta Para o Futuro. “Recentemente, um vídeo se tornou sucesso na internet e eu me entristeço em dizer que fiz parte dele.”

Trata-se de um pedido de desculpa – ou, mais acertadamente, uma confissão – por ter participado da maior brincadeira de 2014 até agora. A pegadinha de que os hoverboards, skates flutuantes do filme De Volta Para o Futuro Parte II, lançado em 1989, existiriam na vida real aguçou a curiosidade e ascendeu uma chama de esperança naquele pequeno nerd que mora no interior de cada um de nós.

Por mais que o vídeo do hoverboard, lançado no fim da noite de terça, 4, tivesse participações estrelares, como do skatista Tony Hawk e do músico Moby, além de Emmeth Brown em carne e osso, era difícil crer na veracidade daquilo tudo. Ainda assim, o impacto foi forte o suficiente para que tenha sido assistido 9,4 milhões de vezes neste curto período de tempo.

Cada vez mais próximos de 2015: empresa lança réplica do hoverboard de Marty McFly em De Volta Para o Futuro II

É como aquele pôster no escritório de Fox Mulder (David Duchovny) na série Arquivo X, que trazia a figura de um objeto voador não identificado e a frase “I want to believe” (“eu quero acreditar”, em tradução livre). Mesmo indo contra toda lógica e as probabilidades, quem não queria acreditar nos hoverboards?

Ainda que restasse essa pontinha de esperança, o fim da farsa era anunciado e previsto. A questão, na realidade, era: por que fizeram isso? Travava-se de um vídeo viral para vender os pares de tênis da Nike que dão nó sozinhos, também como em De Volta Para o Futuro 2, e que devem chegar ano que vem? Ou talvez uma pegadinha sem sentido e extremamente cara.

Foi quase isso. Como Lloyd confessou, a brincadeira veio do site Funny of Die, já acostumado a pregar tais peças por uma boa piada. Por mais que todo mundo esperasse a revelação da mentira – afinal, como seria possível criar um objeto capaz de driblar a gravidade e colocá-lo como produto para ser vendido no próximo Natal? – é impossível negar um sabor amargo deixado pela pequena decepção.

Testando o hoverboard: vídeo mostra os testes da produção de De Volta Para o Futuro 2 para cena de perseguição nos skates voadores.

“Aqueles malandros do Funny or Die nos enganaram, eu e vocês, e nos fizeram pensar que os hoverboars eram reais”, diz Lloyd no vídeo. Tudo bem, Doc, quem sabe na próxima vez não será verdade? Aliás, ele mesmo brinca com esse fio de esperança no fim do vídeo e anuncia que uma cópia do skate flutuante de mentira (assinado por todos que fizeram parte da brincadeira) poderá ser de um fã sortudo que deixar um comentário na página do Funny or Die no Facebook.

O site da empresa que dizia ter sido responsável pelo projeto ainda está no ar e pode ser visto aqui. Assista, abaixo, aos vídeos com o "pedido de desculpa" de Christopher Lloyd e ao vídeo de “apresentação” dos hoverboards: