Pulse

Luiza Lian mostra “samba de paulista” no clipe de “Coroa de Flores”

Cantora lança disco de estreia, autointitulado, em show no dia 2 de abril

Lucas Brêda Publicado em 24/03/2015, às 19h34 - Atualizado em 07/04/2015, às 18h37

A cantora Luiza Lian
Alice Arida/Divulgação

por Lucas Brêda

A atmosfera eclética do selo paulistano Risco serviu de base para o surgimento da cantora Luiza Lian. Acompanhada por Martim Bernardes e Guilherme D'Almeida (O Terno), Juliano Abramovay (Grand Bazaar), Tomás de Souza e Charles Tixier (ambos do Charlie & Os Marretas), ela mostra – com exclusividade no Sobe o Som – o primeiro clipe do primeiro disco da carreira, “Coroa de Flores”.

Mais no SoS: Maglore revela clipe de “Mantra” e adianta detalhes do novo disco

“Vou chegar mais perto/ Vou diminuir a pose/ No meu samba de paulista/ Sem gingado e doce”, canta ela na faixa, um híbrido de brega, psicodelia e balanço, com teclados estridentes e guitarras profundas. Os vocais – maliciosos e despretensiosos – de Luiza carregam “Coroa de Flores” em seus quatro minutos de reviravoltas que lembram a Vanguarda Paulista e Itamar Assumpção.

Veja a capa de Luiza Lian

O teor lisérgico da música também é levada ao clipe, dirigido pelo artista plástico Paulo Scharlach. “Fizemos alguns brainstorms até chegar neste roteiro final”, conta Luiza. “O clipe é fruto de uma – ou algumas – experiências entre amigos. [Na história,] os meninos estão mergulhados em uma espécie de sonho, e aos poucos vão desvendando o que está acontecendo.”

Medulla interpreta “O Pé no Chão e a Mão no Sonho” a capela

Para ela, o vídeo tem uma “provocação à ideia de sedução e, assim como a música, uma brincadeira com o papel do feminino”. “Além disso, tem algumas imagens que estão escondidas ao longo das poesias do disco todo”. O disco a que se refere Luiza, Luiza Lian, tem lançamento marcado para 2 de abril, dia em que ela se apresenta em São Paulo, na Sala Itaú Cultural.

Conheça “Coroa de Flores”, de Luiza Lian

Luiza Lian na Sala Itaú Cultural

2 de abril (quinta-feira), às 20h

Sala Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149, São Paulo (SP)