Universidade dos EUA oferece curso sobre Beyoncé

A ideia é analisar o feminismo na carreira (música e clipes) da cantora

Redação Publicado em 01/02/2014, às 15h01 - Atualizado às 15h12

Beyoncé chamou atenção com um vestido branco Michael Costello decotado nas costas e com detalhes florais
Dan Steinberg/AP

Depois de lançar um curso dedicado ao estudo das letras de Bruce Springsteen, a Universidade do Estado de Nova Jersey (Rutgers) quer formar alunos também “especializados” em Beyoncé.

A cantora norte-americana é tema de outro curso, promovido pelo Departamento de Estudos de Gênero e da Mulher. Batizado de "Politizando Beyoncé", o objetivo é estudar as políticas de raça e gênero dos EUA usando a carreira da cantora como base.

Músicos que vão dos palcos para as passarelas, como Beyoncé.

De acordo com o professor Kevin Allred, que coordena o curso, a proposta é que os estudantes analisem os vídeo e letras de Beyoncé sob a ótica feminista e do ponto de vista dos negros. Allred destacou que quer fazer com que os alunos pensem de maneira mais crítica a respeito do consumo de mídia.

“Eu senti que queria seguir os passos de Madonna e ter meu próprio império”, diz Beyoncé.