Vocalista do Creed, Scott Stapp faz resenha do filme Creed

Intitulado no Brasil como Nascido Para Lutar, longa sobre boxe leva o nome da banda de rock do fim dos anos 1990

Rolling Stone EUA Publicado em 23/11/2015, às 20h08 - Atualizado em 24/11/2015, às 13h36

Scott Stapp, ex-vocalista do grupo Creed

Ver Galeria
(3 imagens)

Você vai ter que desculpar Scott Stapp. Ele está um pouco confuso – ainda bem que, desta vez, não é sobre a família dele estar envolvida com o Estado Islâmico.

Scott Stapp, líder do Creed, se tratou do transtorno bipolar e agora é uma personalidade da música e da TV.

Há um filme chamado Creed (no Brasil, Creed: Nascido Para Lutar) chegando aos cinemas ao redor do mundo na próxima quinta, 25. Obviamente, se você assistiu a algum longa-metragem de Rocky, saberá que se trata do filho de Apollo Creed, que faz uma viagem à Filadélfia para seguir os passos pai sob tutela de Rocky Balboa.

Mas para Stapp, vocalista da banda do fim dos anos 1990 Creed, teria algo mais, algo mais próximo dele. “Esta semana, fui conferir um novo filme chamado Creed”, disse ele em vídeo (abaixo). “Pensei comigo: ‘Finalmente! A épica história da minha banda, Creed, está chegando às telonas! Conforme o filme se desenrolou, não havia muito que lembrasse o que rolou com a banda Creed.”

Veja nossa seleção das mais polêmicas, absurdas e ultrajantes autobiografias do rock.

A decepção de Stapp não acabou por aí. De Michael B. Jordan não ter muita semelhança com ele até a falta escancarada de solos de guitarra e vocais melodramáticos, ele ficou devidamente chateado sobre o desenrolar do longa. “Este filme tem um monte de boxe”, disse Stapp, ainda. “Uma vez eu dei um soco em um cara, mas nunca cheguei a lutar boxe.”

Mas apesar da confusão de Stapp, ele gostou de Creed: Nascido Para Lutar, dando a ele uma cotação de “four arms wide open” (“quatro braços bem abertos”, em português), citando trecho de uma canção do grupo.

Assista abaixo.

Scott Stapp Reviews 'Creed' from Funny Or Die