Campus Party 2021: Como é a vida do campuseiro na edição de 'retomada'?

O espírito da Campus Party é, justamente, os campuseiros que acampam no local — e eles contam à Rolling Stone Brasil a experiência

Camilla Millan Publicado em 14/11/2021, às 18h41

None
Campus Party 2021 (Foto: Camilla Millan / Rolling Stone Brasil)

A Campus Party 2021 acontece entre os dias 11 e 15 de novembro para retomar as atividades presenciais de um dos maiores eventos de tecnologia, empreendedorismo e educação. A experiência, contudo, é ainda mais imersiva e completa para os famosos campuseiros.

Na edição de 2021, os dias 11 e 12 tiveram atividades completamente online enquanto, entre 13 e 15 de novembro, diversas experiências acontecem presencialmente em São Paulo, na Arena de Eventos do Anhembi — e, aí que entram os campuseiros do festival. 

+++ LEIA MAIS: Campus Party 2021: 'Agora é a revolução digital,' diz CEO Tonico Novaes [ENTREVISTA]

Viajantes de outras cidades e, inclusive, estados, os campuseiros acampam na Campus Party para, de fato, mergulharem na experiência 24 horas do evento. Afinal, o festival nunca dorme — e eles são responsáveis por fazer o evento continuar ativo mesmo de madrugada.

"Ser campuseiro é juntar forças, é essa união da comunidade," explicou Wellington Nepomuceno à Rolling Stone Brasil. Campuseiro há quatro edições do evento, o jovem entende que as pessoas que resolvem acampar no evento são, de fato, o coração da Campus Party.

+++ LEIA MAIS: Campus Party 2021 ressalta importância da cultura indígena na Amazônia

Diante dos diversos “perrengues” que acontecem fora do horário de visitação comum, os campuseiros tornam ativa a programação noturna. Conforme explicou Vinícius Lopes da Silva, após a programação de 13 de novembro, os que acampam no evento organizaram um karaokê - e esse é, basicamente, o espírito coletivo do festival.

“Os perrengues, querendo ou não, acontecem quando o pessoal que pegou o day pass foi embora. Ontem nós fizemos o karaokê e tava todo mundo se ajudando. Ele gera um companheirismo, uma empatia,” explicou. 

+++ LEIA MAIS: Campus Party 2021 retoma atividades presenciais com evento reduzido, mas altas expectativas

O "pacote campuseiro" completo, adquirido na hora da inscrição do evento, inclui uma barraca — montada por profissionais da Campus Party -, um espaço coberto, acesso aos banheiros do local possibilidade de 24 horas diárias da vivência do festival. O resto é, justamente, a vivência da comunidade interessada em discussões sobre o mundo geek, tecnológico, do empreendedorismo e educação.

Em relação à alimentação, como explicou a campuseira Isabela Santos de Castro, os patrocinadores costumam oferecer produtos gratuitos para os que acampam no local. Na última edição presencial, a jovem explicou que “sobreviveu” de macarrão instantâneo dado todos os dias pelas empresas que patrocinaram a Campus Party.

+++ LEIA MAIS: Campus Party 2021: Arena Freeplay se destaca como ótima opção de diversão e lazer no evento


Campuseiros e a edição de 2021

Devido ao formato híbrido e mais enxuto, a Campus Party 2021 não é exatamente igual às edições anteriores. Com menos atrações, barracas e espaço menor, os campuseiros veteranos notam, a diferença. Afinal, em meio às restrições pela pandemia de covid-19, a conhecida aglomeração do festival ainda não é possível. 

‘A gente ta vivendo o pós-guerra assim, por isso tá tudo meio travado,” explicou Renato Inson Filho para justificar o formato menor desta edição de 2021. Conforme explicam os organizadores, é um festival de “retomada”, não a Campus  Party como é conhecida normalmente.

+++ LEIA MAIS: Campus Party para todos os gostos: o que fazer se você é gamer, empreendedor, ou apaixonado por tecnologia

Mas como afirmou Wellington Nepomuceno, “o que faz a Campus são os campuseiros”, e, apesar das dificuldades dessa retomada “pós-pandêmica”, á um espírito coletivo para fazer o festival acontecer em sua grandiosidade. E até um jogo Just Dance noturno está programado para este domingo, 14, após a programação comum.