Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

A razão curiosa que fez Angelina Jolie recusar “As Panteras”

Atriz foi convidada para o famoso filme lançado nos anos 2000, mas recusou sob justificativas um tanto inusitadas

Por Igor Miranda (@igormirandasite) Publicado em 05/07/2023, às 15h55

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Angelina Jolie (Reprodução)
Angelina Jolie (Reprodução)

No fim da década de 90, Angelina Jolie já era uma estrela em ascensão. A atriz conquistou o Globo de Ouro por seus trabalhos nas séries George Wallace(1997) e Gia - Fama e Destruição(1998), além de um Oscar pela performance no filme Garota: Interrompida (1999). Naturalmente, ela recebeu um convite para uma das grandes produções de Hollywood: o longa As Panteras, baseado na série homônima dos anos 70.

Seria mais uma oportunidade para Jolie expor seu talento em um grande projeto, agora com um orçamento realmente alto e tendo ninguém menos que Cameron Diaz ao seu lado. Uma chance de ouro, correto? Ainda assim, a atriz curiosamente recusou o convite - e por um motivo que muitos não adivinharam.

Em entrevista concedida no ano 2000 à Premiere (via 9 Types), a estrela posteriormente consagrada por viver Lara Croft na adaptação cinematográfica de Tomb Raiderrevelou ter sido abordada pela produção de As Panteras com argumentos bem claros. Os profissionais queriam convencê-la de que o papel retrataria uma “mulher forte”.

“Quando a Columbia Pictures me enviou o roteiro de As Panteras, eles disseram que havia três razões pelas quais eu deveria aceitar. Eles disseram: que não havia papéis realmente bons e fortes para as mulheres no mercado naquele momento; que isso faria de mim uma grande estrela; e que eu me divertiria fazendo isso.”

Eles só não contavam que Angelina estava justamente fugindo desse tipo de trabalho naquele momento. Suas performances anteriores tinham o mesmo perfil. Era hora de respirar novos ares.

“Todos os meus papéis até agora em Gia - Fama e Destruição, George Wallace, Corações Apaixonados e O Colecionador de Ossos foram papéis femininos fortes. E a ideia de me tornar uma grande estrela não tinha absolutamente nenhum apelo para mim.”

“Parodiando suas imagens”

Ainda durante a entrevista - que, relembrando, foi concedida no ano 2000 -, Angelina Jolie contou ter gostado de algumas características do roteiro de As Panteras. O problema é que ela não se enxergava dentro daquela trama. Então, destacou a escolha de elenco, que trouxe Cameron Diaz, Drew Barrymore e Lucy Liu como protagonistas.

“Drew Barrymore e Cameron Diaz já são celebridades e vão se divertir muito parodiando suas imagens com As Panteras. Não estou nesse ponto da minha carreira, então o público não vai se divertir tanto ao me ver correr de salto alto perseguindo bandidos e mexendo no meu cabelo.”

Angelina Jolie não queria ser tão grande?

Porém, uma das justificativas mais curiosas para Angelina Jolie ter recusado As Panteras veio em entrevista ao Film Ink. Na ocasião, em 1999, a artista disse que ficou intimidada com o tamanho do projeto.

“Não quero ser tão exposta por estar em um filme realmente grande.”

Isso chama atenção especialmente pelos passos seguintes da carreira de Jolie. Em 2001, ela estreou como Lara Croft no primeiro filme de Tomb Raider, versão para as telonas do famoso jogo de videogame. Com um orçamento pujante de US$ 115 milhões, o longa arrecadou mais que o dobro (US$ 274 mi) e se tornou um fenômeno cultural da época e transformou a atriz em um dos nomes mais bem pagos de Hollywood no período

Ainda assim, para além da projeção reduzida, a atriz estava em busca de um trabalho de carga emocional mais leve naqueles tempos, tendo em vista o desgaste das obras anteriores - em especial Garota: Interrompida, onde interpretou uma sociopata. Sendo assim, ela aceitou um convite para interpretar outro filme de sucesso na época: 60 Segundos, ao lado de Nicolas Cage. À Associated Press (via CheatSheet), afirmou:

“Esse seria o meu filme divertido e eu iria me divertir fazendo isso com os caras. Fiz esse filme para voltar a ter meus pés no chão, porque [essa personagem] é muito… sabe… ela tem dois empregos e sabe o que quer, coisas simples a deixam feliz. E ela vai direto ao ponto, ela não quer muita coisa.”