Abracadabra 2: Vinessa Shaw não foi convidada para reprisar papel icônico; entenda

Vinessa Shaw interpretou Allison, vizinha do protagonista, no filme original de 1993

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 14/10/2021, às 12h55

None
Vinessa Shaw em Abracadabra (Foto: Reprodução/Disney)

Vinessa Shaw, uma das estrelas do clássico da Disney Abracadabra (1993), revelou como não foi convidada para reprisar icônico papel de Allison na continuação. Lançada em 29 de outubro de 1993 nos cinemas brasileiros, a produção rapidamente se tornou um clássico cult e um dos filmes de Halloween mais populares de todos os tempos, segundo Screen Rant.

Estrelado por Bette Midler (Winifred), Sarah Jessica Parker (Sarah) e Kathy Najimy (Mary) como as irmãs Sanderson, Abracadabra acompanha Max (Omri Katz), a irmã mais nova dele, Dani (Thora Birch), a vizinha Allison (Shaw) e um gato falante chamado Binx (Jason Marsden) enquanto tentam derrotar o trio de bruxas antes de devorarem as almas de todas as crianças em Salem, Massachusetts.

+++LEIA MAIS: Disney+: 6 produções de Halloween para assistir sem medo - Abracadabra, Frankenweenie e mais [LISTA]

Em 2021, Disney anunciou o início da produção de Abracadabra 2. Programado para estrear no Disney+ em 2022, a produção dirigida por Anne Fletcher contará com o retorno de Midler, Parker e Najimy. O estúdio mantém os principais detalhes da trama sob segredo. Em setembro, o longa começou a ser filmado em Lincoln, Rhode Island.

Em entrevista ao ComicBook, Vinessa Shaw explicou como não foi chamada para reprisar o papel de Allison na sequência. "Eu adoraria saber mais sobre [Abracadabra 2]. Ouvi nada a respeito. Portanto, pode estar [no início] da pré-produção ou talvez seja algo totalmente diferente do original," afirmou a estrela. "[O filme original] simplesmente estourou minha mente, porque cresci com filmes da Disney."

+++LEIA MAIS: Por que Sarah Jessica Parker achava relacionamento com Robert Downey Jr. 'assustador'?

"Seria um segundo filme incrível de ser feito. Basicamente, levou-me a amar o cinema porque, até aquele ponto, não fizera nada de grande escala," continuou Shaw. "Então, para ser capaz de, de novo, fazer todos amarem... Então, espero que o segundo seja tão legal quanto o primeiro."