Alec Baldwin deve entregar celular à polícia para investigação sobre morte no set de Rust; entenda

O mandado de apreensão do celular de Alec Baldwin foi expedido como parte das investigações sobre a morte da diretora Halyna Hutchins

Redação Publicado em 17/12/2021, às 11h28

None
Alec Bladwin (Foto: Mark Sagliocco/Getty Images for National Geographic)

Um acidente fatal no set de Rust em outubro marcou indústria cinematográfica: o ator Alec Baldwin acidentalmente matou a diretora de filmagens Halyna Hutchins com uma arma cenográfica. Como parte das investigações, a Justiça expediu um mandado para o astro entregar o celular a polícia.

Conforme explicou o O Globo, o Departamento de Polícia do Condado de Santa Fé afirma que o telefone de Baldwin pode conter evidências importantes para a apuração do caso. Dessa forma, o mandado de apreensão do aparelho foi assinado por um juiz do Novo México.

+++ LEIA MAIS: Alec Baldwin descreve momento exato do disparo que matou Halyna Hutchins: 'Tudo é direção dela'

Segundo documentos do processo, adquiridos pelo TMZ, Alec Baldwin afirma que trocou e-mails com a armeira-chefe da produção, Hannah Gutierrez-Reed, em que ela havia mostrado diferentes armas e facas para as filmagens. A profissional, contudo, teria optado por uma arma maior.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Alec Baldwin (@alecbaldwininsta)

Vale lembrar que Halyna Hutchins, de 42 anos, foi morta após levar um tiro disparado por uma arma cenográfica que deveria conter balas de festim. O item, contudo, tinha munição real — o que está sedo apurado pelas investigações policiais. O diretor Joel Souza, de 48 anos, também foi atingido pelo disparo, mas teve ferimentos leves.

+++ LEIA MAIS: Rust: Alec Baldwin admite que carreira pode ter acabado após acidente fatal

Entrevista de Alec Baldwin

Recentemente, Baldwin deu a primeira entrevista diante das câmeras desde o incidente, na qual ele alegou que não puxou o gatilho antes da arma disparar. Além de estrelar Rust, o astro é produtor do filme, e enfrenta dois processos movidos pelos membros da equipe Serge Svetnoy e Mamie Mitchell.

“A arma deveria estar vazia. Disseram-me que recebi uma arma vazia ”, afirmou. “A noção de que havia uma bala real naquela arma não me ocorreu até provavelmente 45 minutos a uma hora depois (...) Sinto... que alguém é responsável pelo que aconteceu. E não posso dizer quem é, mas sei que não sou eu. Quer dizer, para ser honesto com Deus, se eu achasse que era o responsável, poderia ter me matado. E eu não digo isso com leveza,” disse.

+++ LEIA MAIS: Alec Baldwin: Filha do ator tem recebido ameaças e mensagens de ódio