Cancelamento de Batgirl pode ocasionar troca de liderança da DC

Walter Hamada não foi consultado sobre o cancelamento de Batgirl e pode deixar presidência da franquia

Redação Publicado em 05/08/2022, às 11h18

None
Leslie Grace como Batgirl (Foto: Divulgação / Warner)

Walter Hamada, presidente da DC Films pode sair do cargo depois do cancelamento abrupto de BatGirl. Segundo informações do The Hollywood Reporter houve atritos entre Hamada e o presidente da Warner, David Zaslav.

Zaslav  prometeu fazer uma 'reinicialização' do universo da DC em um plano de 10 anos para concorrer com a Marvel nos cinemas, optando também pelo universo interligado entre os filmes. No entanto, durante a coordenação do executivo da DC, os filmes foram fracamente conectados como é o caso de Coringa (2019) com Joaquin Phoenix e The Batman (2022).

+++LEIA MAIS: Sylvester Stallone em Batgirl? Ator quase interpretou vilão no filme da DC, diz jornalista

Hamada concordou em ficar no posto até o lançamento de Adão Negro (2022) que estreia em outubro, o desempenho do longa nas bilheterias pode definir sua permanência na DC. Zalasv já deixou claro que não está satisfeito com a forma que os heróis da franquia estão sendo usados no cinema. 

+++LEIA MAIS: The Rock fala sobre próximos filmes da DC após Adão Negro: 'Universo maior'

“Achamos que podemos construir um modelo de negócios muito mais forte e com crescimento sustentável com os personagens da DC. Para isso, vamos focar na qualidade. Não vamos lançar nenhum filme até que ele esteja totalmente pronto. A DC é algo que podemos melhorar”, afirmou Zaslav (via The Hollywood Reporter).

O caminho do universo cinematográfico da DC não obteve bom desempenho nos últimos anos. Hamada assumiu a presidência da franquia em 2018 quando a Liga da Justiça (2017) falhou nas bilheterias.


Batgirl: Diretores se pronunciam sobre cancelamento do filme: 'Tristes e chocados'

O anúncio do cancelamento de Batgirl, filme que seria lançado diretamente na HBO Max, chocou diversos fãs do Universo Estendido DC (DCEU), assim como Adil El Arbi e Bilall Fallah, diretores do projeto. Os cineastas se pronunciaram sobre o ocorrido em uma publicação no Instagram.

O longa estava completamente filmado, em fase de pós-produção e, segundo rumores, foi cancelado pela nova gerência da Warner Bros. Discovery, que quer lançamentos da DC em grande escala, apenas para os cinemas. Batgirl tinha um orçamento considerado baixo (US$ 90 milhões).

+++ LEIA MAIS: ‘Bom Dia, Verônica’ deve ganhar mais duas temporadas; o que sabemos até agora?

"Estamos tristes e chocados com a notícia," disseram os diretores em comunicado em conjunto. "Ainda não podemos acreditar. Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja mostrado ao público e, embora o filme estivesse longe de terminar, desejamos que os fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver e abraçar a versão final. Talvez um dia eles verão."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Adil El Arbi (@adilelarbi)