Central do Brasil foi baseado em ex-detenta que ajudava analfabetos a mandar cartas; conheça Socorro

Walter Salles conheceu Maria Socorro Nobre em meio a troca de cartas dela com o polonês Frans Krajcberg - história inspirou Central do Brasil no ano seguinte

Redação Publicado em 05/03/2022, às 17h00

None
Fernanda Montenegro e Vinícius de Oliveira em cena de Central do Brasil, de 1998. (Foto: Reprodução)

Central do Brasil é um dos grandes filmes de drama do Brasil. Mostra a história de Dora, uma professora aposentada quem ajuda analfabetos a escreverem cartas. Dirigido por Walter Salles, o filme conquistou reconhecimento mundial - mas muita gente não sabe que a história é baseada na realidade.

Dureante os anos 1990, algum tempo antes de Central do Brasil, Salles dirigiu o documentário Socorro Nobre. Nele, mostrou um pouco de Maria do Socorro Nobre, ex-presidiária. Presa durante seis anos em Ilhéus por latrocínio (roubo à mão armada), a mulher chamou atenção de Salles.

+++ LEIA MAIS: Central do Brasil: Vinícius de Oliveira, o Josué, foi convidado para filme enquanto era engraxate em aeroporto; entenda

A Mão da Ajuda

Socorro, enquanto detida, ajudava as colegas de cela analfabetas. Era ela quem escrevia cartas, bilhetes e lista de feira para muita gente. Em entrevista à Folha em março de 1999, disse:

"Na prisão, preenchia meu tempo trabalhando na cozinha e fazendo cursos profissionalizantes. Quando sobrava um tempinho, escrevia as cartas das colegas. Minha mãe era analfabeta e sempre me pedia para escrever cartas para nossos parentes."

+++ LEIA MAIS: Central do Brasil quase rendeu a Fernanda Montenegro Oscar de Melhor Atriz: ‘Momento Inesperado’

Nas telonas, surgiu como ajudada. Em 1996, um ano após a saída da prisão, Socorro recebeu de Salles o convite para ir ao Rio de Janeiro durante a gravação de Central do Brasil, mas não disse o motivo. A ex-detenta chegou em meio aos ensaios para as filmagens:

"Ele me pediu para escrever uma carta, como se fosse para alguém querido que estivesse preso. Eu escrevi. Daí, apareceu a Fernanda Montenegro para gravar e ele disse: 'Dite a sua carta'. E foi o que eu fiz." A narração de Socorro é a cena de abertura de Central do Brasil.

+++ LEIA MAIS: 6 filmes brasileiros que já foram indicados ao Oscar - de Central do Brasil a Cidade de Deus [LISTA]

Trabalhar com Fernanda Montenegro

Uma das atrizes mais queridas do Brasil, Fernanda Montenegro pode ser um pouco intimidadora, como explicou Socorro, ainda à Folha. É uma grande responsabilidade gravar ao lado de alguém experiente, contou a ex-detenta: "Fiquei angustiada, não sou atriz e estava lá, gravando com ela. No final, todos do set choraram."

Em 1999, Central do Brasil recebeu duas indicações ao Oscar - Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Atriz para Montenegro. Para Socorro, era "inevitável": "O filme tem um pouquinho do coração de todo mundo que participou. Os prêmios são consequência de um trabalho extremamente sensível."

+++ LEIA MAIS: 9 brasileiros que votam no Oscar - e como chegaram lá [LISTA]

Socorro Nobre

Apesar do enredo desenvolvido em Central do Brasil, Socorro Nobre, documentário dirigido por Salles em 1995, tem um foco um pouco diferente, a troca de cartas entre a ex-detenta e Frans Krajcberg, polonês.

Socorro leu uma matéria sobre Frans na Veja, e ficou encucada com a história do polonês. Ele foi prisioneiro nazista, e fugiu da guerra para vir ao Brasil depois da morte da mãe. A mulher viu-se na história, e resolveu escrever para ele.

+++ LEIA MAIS: Wagner Moura e outros 7 brasileiros são convidados para Academia do Oscar, veja lista

Krajcberg gostou da carta, e ficou impressionado. Foi ele quem mostrou-a a Salles, quem ligou para Socorro e pediu para fazer um trabalho inspirado nela e nas correspondências. Em 1993, o diretor a visitou no presídio, e montou um documentário.


Oscar 2022: qual você acha a melhor música da premiação?

  • "Be Alive" – Dixson e Beyoncé (King Richard: Criando Campeãs)
  • "Down to Joy" – Van Morrison (Belfast)
  • "Dos Oruguitas" – Lin-Manuel Miranda (Encanto)
  • "No Time To Die" – Billie Eilish e Finneas O'Connor (007: Sem Tempo Para Morrer)
  • "Somehow You Do" – Diane Warren (Four Good Days)

+++ LEIA MAIS: Oscar 2022: Quem são os atores indicados pela primeira vez?

+++ LEIA MAIS: Oscar 2022: Jane Campion se torna primeira mulher com duas indicações à Melhor Direção

+++ LEIA MAIS: Oscar 2022: Quem é o único brasileiro indicado ao Oscar?