Christopher Nolan sai da Warner após 20 anos, e segue para aposta da Universal

Cineasta saiu da Warner após estúdio lançar Tenet nos cinemas e HBO Max simultaneamente

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 15/09/2021, às 10h47

None
Christopher Nolan (Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP)

Christopher Nolan oficialmente saiu da Warner após 20 anos de colaboração, segundo informações do Collider. O primeiro projeto do diretor com o estúdio foi Amnésia (2001), estrelado por Guy Pearce e Carrie-Anne Moss. O próximo filme do icônico cineasta será produzido pela Universal.

O próximo longa de Nolan contará a história do físico estadunidense J. Robert Oppenheimer no desenvolvimento da bomba atômica durante Segunda Guerra Mundial. Além de dirigir, o cineasta é o responsável pelo roteiro. As filmagens da produção devem iniciar no primeiro semestre de 2022.

+++LEIA MAIS: 6 motivos para explicar a popularidade de Christopher Nolan, diretor de Interestelar [LISTA]

Desde a Insônia (2002), os filmes de Christopher Nolan foram parcialmente distribuídos pela Warner Bros. Mesmo quando o diretor assinou contrato para fazer Interestelar (2014) com a Paramount Pictures, garantiu que a Warner Bros. fosse a distribuidora internacional da produção.

No entanto, tudo mudou com a decisão da Warner de lançar os filmes de 2021 (e alguns de 2020, como foi com Tenet) simultaneamente nos cinemas e no serviço de streaming HBO Max. Quando a decisão foi anunciada, Nolan não mediu palavras, e se mostrou ofendido com a decisão do estúdio de não contar a nenhum dos cineastas antes.

+++LEIA MAIS: Por que trilogia Batman, de Christopher Nolan, não mostra outros personagens da DC?

Além disso, chamou HBO Max de "o pior serviço de streaming." Como Collider apontou, a decisão do estúdio irritou o diretor o suficiente,e, quando chegou a hora de fazer o próximo filme, foi para outro lugar.