Denis Villeneuve chama Tenet de 'obra-prima' após elogio de Christopher Nolan a Duna; entenda

Em entrevista, o diretor de Duna Denis Villeneuve mostrou a admiração pelo trabalho de Christopher Nolan no filme Tenet

Redação Publicado em 26/10/2021, às 14h37

None
Christopher Nolan (Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP) e Denis Villeneuve (Foto: Frazer Harrison/Getty Images for HFA)

Christopher Nolan e Denis Villeneuve estão trocando elogios pelos trabalhos um do outro - e agora foi a vez do diretor de Duna afirmar que Tenet, filme de Nolan lançado em 2020, é uma “obra-prima” e “conquista cinematográfica incrível”.

Com um elenco formado por John David Washington, Robert Pattinson, Elizabeth Debicki, Kenneth Branagh e mais, Tenet foi o primeiro grande lançamento com a reabertura dos cinemas após as restrições da covid-19. A produção recebeu críticas mistas, mas Denis Villeneuve tem vários elogios ao filme.

+++ LEIA MAIS: Duna: Jason Momoa escondeu mensagem carinhosa para filho no filme; entenda

Em entrevista ao The Playlist (via Screen Rant), Denis Villeneuve explicou que ficou “maravilhado” com Tenet e afirmou que o diretor Christopher Nolan é um dos "melhores cineastas do mundo" na atualidade.

Fiquei maravilhado com Tenet, acho que é uma obra-prima... Penso ser um filme que é uma conquista cinematográfica incrível. É um filme muito complexo, me diverti muito, vi várias vezes e cada vez foi uma explosão

Em seguida, Villeneuve direcionou os elogios ao diretor de Tenet: "Penso que o nível de maestria de Christopher Nolan é incomparável... Ele é de longe um dos melhores cineastas trabalhando no mundo hoje porque as pessoas não percebem o nível de visão de seu domínio cinematográfico, é uma loucura."

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por TENET (@tenetfilm)

 

+++ LEIA MAIS: Duna bate recorde da Warner de bilheteria pós-pandemia; entenda

Elogios de Christopher Nolan a Duna

Fã de Duna, Christopher Nolan não poupa elogios à produção de Denis Villeneuve. Recentemente, em episódio do podcast The Director's Cut (Via IndieWire), o cineasta explicou que ficou fascinado com o visual da adaptação da obra de Frank Herbert.

É um dos casamentos mais perfeitos de fotografia live-action e efeitos visuais gerados por computador que já vi. É muito, muito atraente a cada passo. Sua equipe inteira fez um trabalho absolutamente incrível.