Doutor Estranho 2 é banido da Arábia Saudita por personagem LGBTQ+

America Chavez, que será apresentada em Doutor Estranho 2, é abertamente lésbica nas HQs da Marvel

Redação Publicado em 22/04/2022, às 15h30

None
Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho (Foto: Reprodução)

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (2022) foi banido da Arábia Saudita por causa de da personagem LGBTQ+ America Chavez, interpretada pela atriz Xochitl Gomez, de acordo com informações do The Hollywood Reporter. (Via CBR)

Criada por Joe Casey e Nick Dragotta, Chavez, também conhecida como Miss America, é abertamente lésbica nas HQs da Marvel, contudo, a Arábia Saudita considera relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo ilegal.

+++ LEIA MAIS: Doutor Estranho 2: quem é America Chavez, heroína apresentada no teaser de Multiverso da Loucura?

Anteriormente, o país baniu filmes como Amor, Sublime Amor (2021), que conta com personagem trans, e Eternos (2021), que contou o primeiro casal gay do Universo Cinematográfico da Marvel.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (2022)

Além do retorno de Benedict Cumberbatch como protagonista, o filme conta com a participação de Elizabeth Olsen (WandaVision) como Feiticeira Escarlate e mergulhará de vez o MCU no multiverso.

+++ LEIA MAIS: Doutor Estranho 2: Direção de Sam Raimi ‘vira a cabeça’ do público, afirma Benedict Cumberbatch

Segundo Cumberbatch, o longa será tão grande quanto Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (2021). O trailer da produção mostra diversos elementos intrigantes, como os Illuminati e os poderes de America Chavez. Confira: