Homem-Aranha: por que só personagem de Tobey McGuire solta teias naturais?

Teia... Vai! Por que só Tobey McGuire não precisou de uma máquina de produzir teia?

Redação Publicado em 26/12/2021, às 12h30

None
Tobey Maguire, Andrew Garfield e Tom Holland (Foto: Reprodução/Sony - Marvel)

Homem-Aranha é um dos heróis mais queridos da Marvel. O simpático amigo da vizinhança ganhou mais destaque com a trilogia com Tom Holland - mas os filmes de Tobey McGuire e Andrew Garfield não deixaram de ser queridos. Com Sem Volta Pra Casa, uma discussão antiga retornou: por que apenas o herói dos filmes do começo dos anos 2000 solta teias naturais?

É um papo antigo. Quando Stan Lee criou Homem-Aranha nos anos 1960, considerou se o poder de teias deveria ser natural ou não. Pensou na personalidade de Peter Park, gênio e nerd, e em como seria esquisito ele fazê-lo naturalmente. Uma máquina de teias parecia mais apropriada, e assim foi.

+++ LEIA MAIS: Homem-Aranha: Qual ator recebeu menos para viver o herói nos cinemas?

A produção de teias naturais veio em 2002, com o primeiro filme do Homem-Aranha com Tobey McGuire. No longa, há a cena icônica do herói lutando com uma bandeija de comida, e depois tentando entender como usar e dominar a teia. A decisão de incluir foi por, além de fazer sentido pelas mutações da picada, a incapacidade de ser um gênio aproximaria ainda mais o personagem do público-alvo.

Os quadrinhos tentaram acompanhar. De acordo com Legião de Heróis, em O Outro (2005), Peter acaba morto, mas revive. As habilidades mudam - então, ele consegue produzir teias. Foi uma tentativa da Marvel de se adaptar ao cinema. Durou até Um Dia Mais (2007), quando o poder da teia natural foi abandonado.

+++LEIA MAIS: O Espetacular Homem-Aranha: 5 opiniões impopulares sobre filmes com Andrew Garfield [LISTA]

Os personagens posteriores do Homem-Aranha  - vividos por Andrew Garfield no começo dos anos 2010 e por Tom Holland a partir de 2016 - precisavam de um lançador feito a mão. E vale lembrar, Holland foi quem mais apareceu como o super-herói; foram sete filmes, incluindo a cena pós-crédito de Venom - Tempo de Carnificina, pela qual não foi creditado.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Spider-Man: No Way Home (@spidermanmovie)