House of Gucci: Família Gucci emite comunicado indignado sobre filme de Ridley Scott: 'Insulto ao legado'

Herdeiros de Aldo Gucci não ficaram satisfeitos com o retrato da família em House of Gucci, filme de Ridley Scott

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 29/11/2021, às 15h54 - Atualizado em 05/12/2021, às 12h30

None
House of Gucci (Foto: Divulgação/MGM)

House of Gucci (2021) — ou Casa Gucci, como foi lançado no Brasil — chegou aos cinemas na última quinta, 25 de novembro. O filme sobre a história da grife e, especialmente, os eventos que culminaram no assassinato de Maurizio Gucci, organizado pela ex-esposa do empresário, Patrizia Reggiani, desagradaram os herdeiros da família. Os Gucci emitiram um comunicado e expressaram "perturbação" sobre como integrantes da família foram retratados.

O comunicado oficial publicado pela agência de notícias italiana ANSA foi escrito pelos herdeiros de Aldo Gucci, interpretado no filme por Al Pacino, quem liderou a grife de 1953 a 1986, de acordo com informações da Variety. "A produção do longa não se preocupou em nos consultar antes de descrever Aldo e os membros da família Gucci como bandidos, ignorantes e insensíveis ao mundo ao seu redor."

+++LEIA MAIS: Lady Gaga comenta filmagens exaustivas de House of Gucci: 'Ansiedade, fadiga, trauma'

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by House of Gucci (@houseofguccimovie)

 

A família alega que, apesar do filme querer contar a "história real," carrega uma narrativa longe de ser precisa. "Isso é extremamente doloroso de um ponto de vista humano e um insulto ao legado em que a grife foi construída," continua. Ainda, o comunicado acusa House of Gucci de atribuir atitudes aos protagonistas que, na realidade, nunca lhes pertenceram. 

A nota comenta especialmente sobre o retrato de Patrizia Reggiani, interpretada por Lady Gaga, presa em 1997 por planejar o assassinato de Maurizio Gucci (Adam Driver). Segundo a família, a personagem é pintada (não apenas no filme, mas em falas de integrantes do elenco) como "uma vítima tentando sobreviver em uma cultura masculina, corporativista e chauvinista." 

+++LEIA MAIS: House of Gucci: Lady Gaga explica método de atuação: 'Estamos profundamente enraizados nesta experiência envolvente'

Para os Gucci, não poderia ter sido mais longe da verdade. Durante os 70 anos em que a grife foi comandada por integrantes da família, a empresa era "inclusiva." Concluíram o comunicado dizendo que os herdeiros reservam o direito de proteger o nome, imagem e dignidade de si mesmos: "Gucci é uma família que vive honrando o trabalho dos ancestrais, cujas memórias não merecem ser perturbadas para um espetáculo falso e injusto com os protagonistas."

Apesar do comunicado e a indignação com House of Gucci, a família não planeja, no tempo presente, tomar ações legais contra a Warner Bros., de acordo com informações da Variety.

+++LEIA MAIS: House of Gucci ganha primeiras reações mistas: 'Lady Gaga está incrível','uma bagunça' e mais [LISTA]


Mais sobre House of Gucci

Baseado no livro A Casa de Gucci: Uma história sensacional de assassinato, loucura, glamour e ganância, de Sara Gay Forden,House of Gucci (2021) conta a história da família fundadora da grife após a morte de Maurizio Gucci, planejada pela ex-esposa do empresário, Patrizia Reggiani. 

Com Lady Gaga, Adam Driver, Jeremy Irons, Al Pacino, Salma Hayek, Camille Cottin, Salma Hayek e Jared Leto no elenco, House of Gucci estreou nos cinemas brasileiros na quinta, 25 de novembro de 2021. Assista ao trailer oficial abaixo: 

+++LEIA MAIS: Família Gucci critica House of Gucci pela escolha de Al Pacino para o elenco: ‘baixo, gordo e feio’