James Bond: Final de Sem Tempo Para Morrer foi planejado em Cassino Royale; entenda

Desde o primeiro longa-metragem como James Bond, Daniel Craig sabia como iria se despedir da franquia

Redação Publicado em 12/11/2021, às 17h02 - Atualizado em 15/11/2021, às 10h45

None
Daniel Craig como James Bond em 007: Sem Tempo para Morrer (Foto: Divulgação)

Não é uma surpresa que Daniel Craig passou por um processo rigoroso para conseguir o papel de James Bond - afinal, o espião protagoniza uma das maiores e mais populares franquias do cinema. Mas você sabia que a despedida do ator foi planejada logo após a escalação dele? (Via Screen Rant)

O destino final de Craig na franquia 007 foi idealizado há 15 anos. Logo após conseguir o papel principal em Cassino Royale (2006), o ator teve reuniões sobre qual seria a última aventura dele como James Bond.

De acordo com o Digital Spy, a informação foi revelada no recém-lançado livro The James Bond Archives: No Time To Die, escrito por Paul Duncan, o qual possui relatos de Craig sobre a franquia.

"Quando comecei como Bond em Casino Royale, uma das primeiras discussões que tive com [os produtores] Barbara [Broccoli] e Michael [G Wilson] foi sobre como gostaria de ser morto quando terminar."

007: Sem Tempo Para Morrer

De acordo com a sinopse oficial: "Bond deixou o serviço ativo e está desfrutando de uma vida tranquila na Jamaica. Sua paz não dura muito quando seu velho amigo Felix Leiter, da CIA, aparece pedindo ajuda. A missão de resgatar um cientista sequestrado acaba sendo muito mais traiçoeira do que o esperado, levando Bond à trilha de um vilão misterioso armado com nova tecnologia perigosa."

Nesta aventura, Bond escolhe se sacrificar para acabar com os planos do antagonista, Lyutsifer Safin (Rami Malek), o qual envolvia matar Madeleine Swann (Léa Seydoux) e a filha deles, Mathilde.