James Franco volta às telas 4 anos após acusações de assédio sexual

James Franco estava afastado do cinema após ser acusado de assédio sexual por ex-alunas de sua escola de atuação

Redação Publicado em 13/07/2022, às 13h25

None
James Franco (Foto: Dimitrios Kambouris / Getty Images)

James Franco retorna para as telas de cinema quatro anos após ser acusado de discriminação sexual, assédio, fraude por ex-alunas da Studio 4, escola de atuação de Franco com sedes em Nova York e Los Angeles. O ator estrelará Me, You, drama focado no período pós-Segunda Guerra Mundial.

Dirigido pelo dinamarquês Billie August, o filme será a adaptação do livro Tu, Meu (2010) escrito por Erri De Luca. A trama de Me, You se passa na ilha de Ísquia, na Itália, na década de 1950. 

+++ LEIA MAIS: James Franco faz acordo de R$ 11 milhões em caso de assédio sexual

O enredo mostrará a história de Marco (James Franco), após servir o exército dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. O ex-soldado vai à Europa passar as férias e embarca em um verão que o mudará para sempre quando conhece a enigmática Caia, que será interpretada por Daisy Jacob.

Uma bela cumplicidade floresce entre os dois após Caia revelar seu passado doloroso; uma infância roubada pela guerra e um pai que jogou sua filha para fora de um trem na Iugoslávia para salvá-la dos horrores de um campo de concentração. A viagem se torna uma aventura por vingança, e um ato corajoso de amor.

+++ LEIA MAIS: Ex-Megadeth, David Ellefson detalha caso de vingança por pornografia em relatório policial

O projeto encontra-se em fase de produção, e segundo informações do The Hollywood Reporter, as filmagens terão início em setembro, na Europa. Além de JacobTom Hollander também está confirmado no elenco principal.


O caso de James Franco

Ex-alunas da Studio 4, escola de atuação de Franco com sedes em Nova York e Los Angeles, acusaram James Franco e outros dois homens ligados à instituição de terem sido coagidas a fazer cenas de sexo explícito em frente às câmeras. Sarah Tither-Kaplan e Toni Gaal afirmam terem sido alunas na escola de cinema do ator em 2014. 

O ator admitiu que teve relações sexuais com alunas três anos após as acusações, mas afirmou serem consensuais. Em 2021, oa tor chegou a um acordo para que o caso não fosse a julgamento e teve que pagar mais de RS 11 milhões (US$ 2,2 milhões) para dar fim ao processo judicial.