Johnny Depp agradece fãs por o defenderem em processo: 'Sempre foram meus empregadores'

Em primeira entrevista depois de perder processo para The Sun, Johnny Depp falou sobre boicote da imprensa e de Hollywood

Jon Blistein / Rolling Stone EUA Publicado em 24/08/2021, às 13h10

None
Johnny Depp (Foto: Carlos Alvarez/Getty Images)

Johnny Depp sugeriu, em entrevista para o jornal britânico The Sunday Times, um boicote de Hollywood e da indústria do entretenimento dos Estados Unidos.

A entrevista marcou a primeira conversa de Depp com a imprensa após perder o processo por difamação, em novembro de 2020, para outro veículo do Reino Unido,The Sun. O jornal se referiu ao ator como “espancador de mulheres” em um artigo sobre ele e a ex-esposa Amber Heard após acusá-lo de violência doméstica. O juiz do caso de difamação interpretou as alegações do jornal referentes ao comportamento abusivo de Depp com Heard como "substancialmente verdadeiras".

+++ LEIA MAIS: Johnny Depp ganha processo sobre doações de Amber Heard após divórcio; entenda

Após essa decisão, Depp renunciou - a pedido da Warner Bros. - do papel na saga Animais Fantásticos. Já MGM, estúdio por trás do longa Minamata, não anunciou a data do lançamento nos Estados Unidos (o filme já estreou no Reino Unido).

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Johnny Depp (@johnnydepp)

 

Em Minamata, Depp interpreta W. Eugene Smith, fotojornalista responsável por ajudar a expor os efeitos do envenenamento por mercúrio nas comunidades japonesas nos anos 1970. Remetendo à mensagem do filme e a incapacidade de estreia nos Estados Unidos, Depp relatou ao Sunday Times: “Alguns filmes tocam pessoas e [a mudança na data de estreia] afeta aqueles em Minamata e as pessoas vivenciando algo semelhante. E por qualquer coisa... Pelo boicote de Hollywood a mim? Um homem, um ator em uma situação desagradável e complicada, nos últimos anos?”

+++ LEIA MAIS: Copiar Johnny Depp em Animais Fantásticos seria 'suicídio,' diz Mads Mikkelsen

Em outro momento da entrevista, Depp comentou sobre as consequências do processo por difamação e a tentativa de navegar no "absurdo da matemática da mídia". O ator também sugeriu trabalhar para limpar seu nome: "Mas, você sabe, vou na direção de onde preciso ir para fazer tudo isso... Para trazer isso à luz."

Como observou o USA Today, Depp também agradeceu aos fãs por o defenderem, enfatizando: “Sempre foram meus empregadores”, afirmou Depp. “Tenho orgulho dessas pessoas, pelo que tentam dizer: a verdade [...] pois não fazem em publicações mais convencionais. É um longo caminho e às vezes se torna difícil. Às vezes, simplesmente estúpido."