Joss Whedon é acusado de humilhar roteirista de Firefly; entenda

Escritor de Firefly, quem preferiu não ser identificado, revelou uma história envolvendo Joss Whedon

Redação Publicado em 18/01/2022, às 11h54

None
Joss Whedon (Foto: Michael Tullberg / Getty Images) | Firefly (Foto: Reprodução/IMDb)

Nos últimos anos, múltiplas denúncias contra Joss Whedon acerca de comportamentos abusivos nos sets de filmagens foram expostas na internet; com Ray Fisher (Ciborgue) sendo um dos principais nomes a falar sobre o diretor de Liga da Justiça (2017). No entanto, ele não foi o único - e, agora, um escritor de Fireflyrevelou uma situação em que Whedon humilhou uma roteirista. 

Em uma longa reportagem da Vulture (com direito a uma entrevista com Whedon), via E-Pipoca, um escritor, quem preferiu não ter a identidade revelada, contou uma história do diretor no set de Firefly. Segundo ele explicou, Whedon teria humilhado uma roteirista em frente a diversos integrantes da equipe. 

+++LEIA MAIS: Ray Fisher exige resultados completos da investigação da Warner Bros. sobre comportamento de Joss Whedon no set de Liga da Justiça

"Foram basicamente 90 minutos de zombaria cruel. Joss [Whedon] fingiu ter um projetor de slides, e ele leu o diálogo dela em voz alta e fingiu que estava dando uma palestra sobre escrita terrível enquanto passava pelos ‘slides’ e fazia vozes engraçadas – engraçadas para ele. Os caras estavam olhando para suas páginas, e essa mulher estava lutando contra as lágrimas o tempo todo. Eu tive minha cota de showrunners de merda, mas a intenção de machucar – isso é o que se destaca para mim agora," contou.

Criada por Whedon, a série Firefly contou com apenas uma temporada, composta por 14 episódios, exibidos entre 2002 e 2003. Dentre os nomes do elenco estão Nathan Fillion, Gina Torres, Alan Tudyk, Morena Baccarin, Adam Baldwin, Jewel Staite, Sean Maher, Summer Glau e Ron Glass

+++LEIA MAIS: Liga da Justiça: Jeremy Irons, Alfred no filme, critica versão de Joss Whedon: ‘Terrível’


Polêmicas de Liga da Justiça

Em julho de 2020, Fisher, em uma série de publicações nas redes sociais, acusou o cineasta de comportamento abusivo no set de filmagem. O ator também afirmou que Whedon clareou digitalmente o tom de pele de atores negros na pós-produção do filme.


Gal Gadot (Mulher-Maravilha) também criticou a postura do cineasta. De acordo com um artigo do The Hollywood Reporter, o diretor tinha diversos conflitos com a atriz por divergentes opiniões, além de pressioná-la constantemente e ameaçar a carreira dela.

+++LEIA MAIS: Deborah Snyder, produtora de Liga da Justiça, reportou comportamento de Joss Whedon à Warner