Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Cinema / EITA!

Kristen Stewart diz ter odiado fazer o remake de As Panteras

Segundo a atriz, ela era tão fã da versão com Cameron Diaz, Lucy Liu e Drew Barrymore, que acha que não precisava de um novo filme

Kristen Stewart diz ter odiado fazer o remake de As Panteras (Foto: Reprodução/Sony Pictures)
Kristen Stewart diz ter odiado fazer o remake de As Panteras (Foto: Reprodução/Sony Pictures)

Quase cinco anos após o remake de As Panteras chegar ao público, Kristen Stewart, uma das estrelas da produção dirigida por Elizabeth Banks (O Urso do Pó Branco), revelou o que realmente acha do filme. Segundo a atriz, ela era tão fã da versão com Cameron Diaz, Lucy Liu e Drew Barrymore, que odiou fazer o remake:

"Eu odiei fazer esse filme. Não sei mais o que dizer. Honestamente, as três [atrizes anteriores]… você não pode mexer com isso. Cameron, Lucy e Drew… Adoro aquele filme. Eu adoro aquele filme!", declarou Kristen sobre o primeiro remake da clássica série de TV, lançado em 2000 e até hoje uma das versões mais famosas da história.

A declaração vai contra o que a atriz disse sobre o filme na época do seu lançamento, em 2019. Em entrevista à Playlist sobre o fracasso do longa nas bilheterias, Kristen afirmou que não se importava com o fraco desempenho de As Panteras porque estava orgulhosa do trabalho:

"Sinceramente, acho que se eu tivesse feito um filme que não fosse bom e que muita gente assistisse, eu ficaria arrasada. Felizmente, não estou me sentindo assim porque me orgulho do nosso trabalho", declarou.

Na ocasião, ela ainda disse que o fracasso apenas a preocupava pela possibilidade de não fazer uma sequência do longa: "Estou chateada porque provavelmente não faremos outro, mas, ao mesmo tempo, estou realmente muito orgulhosa do filme, estou muito feliz que eu possa viver em um mundo em que ele exista, porque acho que, para muitas pessoas, isso ainda é importante", acrescentou a atriz, celebrando o víes feminista do longa.