Liga da Justiça: Ray Fisher se recusa retomar papel de Ciborgue sem pedido de desculpas da Warner Bros; entenda

Intérprete de Ciborgue, Ray Fisher criticou novamente o estúdio pelo tratamento no set de Liga da Justiça

Redação Publicado em 17/08/2021, às 16h29

None
Ray Fisher como Cyborg em Liga da Justiça (Foto: Reprodução)

Ray Fisher voltou a criticar a Warner Bros. e declarou que não retomará o papel de Ciborgue enquanto não receber um pedido de desculpas do estúdio pelo tratamento no set de Liga da Justiça(2017). (Via Screen Rant)

"Para mim, acho que tudo começa com um pedido de desculpas vindo do lado da Warner Bros," disse Fisher durante a Megacon, nos Estados Unidos. "O que Walter Hamada e Warner Bros. Pictures tentaram fazer, profissionalmente e pessoalmente, durante um dos anos mais cruciais para pessoas negras na história da humanidade, é simplesmente inaceitável."

+++ LEIA MAIS: Ray Fisher exige resultados completos da investigação da Warner Bros. sobre comportamento de Joss Whedon no set de Liga da Justiça

O ator continuou: "Então, até que um pedido de desculpas seja emitido, definitivamente não irei apoiar nenhuma produção de Walter Hamada, ponto final. E é uma coisa difícil porque sou fã da DC por completo. Eu amo esses personagens, mas, às vezes, você tem que desistir do que ama para fazer o que é certo."

Fisher acusou o diretor Joss Whedon de agir de maneira 'nojenta e abusiva' no set e recebeu apoio de outros atores, como Jason Momoa. Porém, a Warner rebateu o artista ao afirmar que ele não cooperou com as investigações.

+++ LEIA MAIS: Joss Whedon foi 'abusivo' no set de Liga da Justiça após fracasso em Vingadores, diz Ray Fisher

Mais tarde, Fisher criticou novamente o posicionamento do estúdio, que "usou volta de Affleck como Batman para despistar acusações" e insistiu na continuação da investigação diversas vezes.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!