Martin Scorsese: 5 curiosidades sobre cineasta; desejo de ser padre, amizade com Robert De Niro e mais [LISTA]

A cada filme, Martin Scorsese mostra sua paixão pela arte do cinema — e coleciona fãs pelas suas mais diversas obras

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 17/11/2021, às 19h41

None
Martin Scorsese (Foto: Kimberly White/Getty Images)

A cada filme, Martin Scorsese mostra sua paixão pela arte de contar histórias no cinema — e coleciona fãs pelas suas mais diversas obras. Eleito o nono maior diretor de todos os tempos pelo British Film Institute, o cineasta nasceu em Nova York, EUA, e completou 79 anos nesta quarta, 17 de novembro. 

Quando jovem, Scorsese frequentou a escola de cinema da Universidade de Nova York, e se destacou ao dirigir o curta-metragem The Big Shave(1969). Desde então, o diretor coleciona sucessos em sua extensa filmografia, como Taxi Driver – Motorista de Táxi(1976), Touro Indomável (1980), Os Bons Companheiros(1990), O Lobo de Wall Street(2013), entre outros.

+++ LEIA MAIS: Por que Martin Scorsese ainda está bravo com edição de Taxi Driver? 

Para comemorar o aniversário de um dos maiores mestres do cinema, confira cinco curiosidades sobre Martin Scorsese, segundo o Screen Rant


Scorsese quase foi padre 

Antes de ser 100% apaixonado por filmes, Scorsese havia treinado para se tornar padre e frequentou uma escola de teologia após se formar no ensino médio. Contudo, ele falhou e desistiu depois de apenas um ano.

+++ LEIA MAIS: Os 7 melhores filmes de Martin Scorsese [LISTA]

“Quando era mais jovem, estava pensando em fazer um filme sobre ser um padre. Eu mesmo queria seguir os passos do Padre Príncipe, por assim dizer, e ser padre. Fui para um seminário preparatório, mas falhei no primeiro ano,” revelou o cineasta em entrevista ao Padre Antonio Spadaro.


O primeiro filme de grande orçamento foi uma bomba

Scorsese já havia feito filmes de sucesso na indústria, como Alice Não Mora Mais Aqui(1974) e o aclamado Taxi Driver: Motorista de Táxi (1976) — mas esses longas não custaram mais de US$ 2 milhões. Com a fama adquirida, o cineasta conseguiu dirigir o primeiro filme de grande orçamento, o musical New York, New York(1977). Contudo, mesmo custando US$ 14 milhões, a produção não foi bem nas bilheterias e nem agradou à crítica.

+++ LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Taxi Driver: de cena improvisada a Robert De Niro como motorista [LISTA]


Foi apresentado a Robert De Niro por meio de Brian De Palma

Uma das parcerias mais conhecidas da história do cinema, Robert De Niro e Scorsese foram apresentados por meio de Brian De Palma, diretor bastante popular e influente, nos anos 1970.


Assistia filmes porque não conseguia praticar esportes

Scorsese sofria de asma quando criança — e isso o impedia de brincar com as crianças da vizinhança. Com isso, ao invés de jogar bola e participar de brincadeiras com os outros, o diretor era mais quieto e escolhia ir ao cinema. Assim, apaixonou-se pela arte de contar histórias nas telonas.

+++ LEIA MAIS: Martin Scorsese cobra governo brasileiro para salvar Cinemateca: ‘Artes são necessidade’


Conheceu colaboradores de longa data na universidade

Após desistir da ideia de ser padre, Scorsese passou a estudar cinema na faculdade de Nova York. Lá, conheceu seus companheiros de longa data, Harvey Keitel e Thelma Schoonmaker, que, posteriormente, trabalhariam no filme de estreia do diretor, Quem Bate à Minha Porta? (1967), e em vários outros.