Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Marvel: Letitia Wright quer nova Pantera Negra se unindo com Homem-Aranha

Segundo Letitia Wright, nova Pantera Negra da Marvel, Homem-Aranha e Tom Holland são 'maneiros'

Redação Publicado em 14/12/2022, às 14h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Nova Pantera Negra (Foto: Reprodução / Marvel) e Tom Holland como Homem-Aranha (Foto: Reprodução / Marvel)
Nova Pantera Negra (Foto: Reprodução / Marvel) e Tom Holland como Homem-Aranha (Foto: Reprodução / Marvel)

Escolhida como nova Pantera Negra do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) após morte de Chadwick Boseman, Letitia Wright, intérprete de Shuri, quer ver uma história da personagem se unindo com Homem-Aranha, interpretado por Tom Holland na franquia.

Durante entrevista à NME, a atriz comentou como gostaria de ver a personagem no futuro do MCU. "Cara, não está gravado em pedra ou algo assim, mas eu definitivamente quero trabalhar com Tom Holland. Eu acho que ele é apenas maneiro. Seria muito legal ver uma união entre ele e Shuri," afirmou na conversa.

+++LEIA MAIS: Pantera Negra 2: Letitia Wright conta como equipe honrou Chadwick Boseman


Pantera Negra 2: Shuri e Namor quase namoraram; entenda

Um dos principais lançamentos do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) em 2022, Pantera Negra: Wakanda Para Sempre teve dois personagens como grande foco da trama: Shuri (Letitia Wright) e Namor (Tenoch Huerta) - e os dois quase namoraram na produção dirigida por Ryan Coogler.

Durante entrevista à Newsweek, o editor do filme, Michael P. Shawver, revelou que Shuri e Namor tiveram algumas das conversas mais perspicazes do filme quando se conheceram. Em uma das primeiras versões, os personagens teriam um envolvimento romântico.

+++LEIA MAIS: Pantera Negra 2: Ryan Coogler escreve carta emocionante para agradecer fãs; leia

"Eu acho que o que é realmente interessante é que havia tomadas onde havia alguma conexão lá... e em um ponto em um corte inicial nós discutimos: 'Ei, vamos deixar isso aí? Acabamos de colocá-lo lá fora? Vamos apenas adicionar alguma complexidade ao relacionamento,'" relembrou Shawver.

"Então, você precisa tomar cuidado para retratar, por exemplo, Shuri flertando para conseguir o que quer, em vez de ser uma líder diplomática e se tornar quem ela precisa ser, que ela vai conseguir no final," continuou o editor. "Então, no final das contas, focamos na fala de Namor, onde ele diz: 'Apenas as pessoas mais danificadas podem ser realmente grandes líderes', e isso é plantar a semente do trauma compartilhado que ela percebe no final [do filme]."

Mas isso é essencialmente quem eles são, eles estão tentando liderar e ser um líder de suas nações com toda essa dor, carregando esse coração pesado.

+++LEIA MAIS: Pantera Negra 2: Nakia e M'Baku foram cogitados para assumir identidade do herói, diz roteirista