Marvel: Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis repete erro recorrente do MCU; entenda

Apesar do sucesso nas bilheterias, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis repete uma fórmula tradicional da Marvel

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 16/11/2021, às 18h50

None
Simu Liu como Shang-Chi (Foto: Divulgação / Marvel)

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021) chegou aos cinemas ao redor do mundo em 2 de setembro e foi um sucesso de bilheteria, acumulando cerca de US$ 430 milhões mundialmente. Ao introduzir o primeiro herói asiático do Universo Cinematográfico Marvel interpretado por Simu Liu, o filme deu um grande passo em questões de representatividade na franquia, mas repetiu um erro recorrente do MCU.

De acordo com informações do Screen Rant, o problema do filme está na conclusão. A premissa do longa é acompanhar o jovem Shang-Chi (Simu Liu), que nasceu na China e foi treinado nas mais diversas artes marciais, mas se mudou para os Estados Unidos após a morte da mãe e cortou relações com o pai, Xu Wenwu (Tony Chiu-Wai Leung). Anos mais tarde, se reúne com a família e acaba envolvido com um conflito que pode determinar o destino do planeta.

+++LEIA MAIS: Shang-Chi: Jay Boggo, estilista brasileiro, traduz representatividade do heróis asiático em coleção inspirada no filme da Marvel [ENTREVISTA]

Durante a maior parte do filme, o principal vilão é Wenwu, o que cria uma dinâmica interessante na relação entre pai e filho. A cena da batalha final, porém, troca o foco. O público descobre que o personagem de Leung deseja apenas reencontrar a falecida esposa e foi manipulado por um demônio chamado Dweller in Darkness, criatura vigiada pelo vilarejo de Ta Lo para impedi-lo de destruir o mundo.

O problema da mudança de foco (e de antagonista) em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é a grande batalha final, produzida majoritariamente por CGI, ou imagens geradas por computador, retratando o confronto entre o protagonista e o Dweller in Darkness. Diversos filmes do MCU seguem a mesma fórmula, como Os Vingadores (2012), quando os heróis lutam contra o exército dos Chitauri de Loki (Tom Hiddleston).

+++LEIA MAIS: Marvel: As 5 cenas pós-créditos mais engraçadas da franquia - Vingadores, Shang-Chi e mais [LISTA]

Wenwu era um antagonista honrável para Shang-Chi, pois tinha um passado complexo e despertou empatia no público, apesar de suas ações serem prejudiciais ao mundo no geral. Por mais que cenas baseadas em CGI sejam ótimas para incrementar sequências de ação em filmes, a troca de antagonista e a consequente alteração do clima da produção tornaram o final previsível — e um padrão para o Universo Cinematográfico Marvel.


Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Com Simu Liu, Meng’er Zhang, Michelle Yeoh, Awkwafina e mais no elenco, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021) chegou aos cinemas em 2 de setembro e acompanha um jovem treinado em artes marciais se reunir com a família e acertar as contas com o pai, o qual treinou o filho com frieza e crueldade. O filme bateu recordes impressionantes de bilheteria e foi elogiado pela crítica e pelo público. A cena pós-créditos da produção foi até considerada a mais engraçada de toda a franquia.

+++LEIA MAIS: Shang-Chi é o primeiro filme lançado na pandemia a alcançar US$200 milhões de bilheteria