Michael J. Fox comenta luta contra Parkinson: ‘Não tenho medo da morte’

Diagnosticado com a Doença de Parkinson há 30 anos, Michael J. Fox (De Volta Para o Futuro) comentou sobre a possibilidade de não encontrar cura

Redação Publicado em 07/12/2021, às 10h53

None
Michael J. Fox (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Conhecido mundialmente pela icônica franquia De Volta Para o Futuro, Michael J. Fox luta contra o Parkinson há 30 anos. No entanto, o astro enfrenta a doença com positividade — e afirma que “não tem medo da morte”.

Em entrevista à revista da AARP, ONG norte-americana que se concentra em questões que afetam pessoas com mais de cinquenta anos, Michael J. Fox explicou que, apesar de não atuar mais, usa o tempo e esforço para proporcionar mais pesquisas sobre o Parkinson — e, inclusive, ganhou reconhecimento pelo trabalho pioneiro que faz.

+++LEIA MAIS: Michael J. Fox revela arrecadação de mais de R$ 5 bilhões para encontrar cura do Parkinson; entenda

Durante a conversa (via UOL), Michael J. Fox afirmou que não tem medo de não encontrar uma cura para o Parkinson: "Eu sou muito franco com as pessoas sobre curas. Quando me perguntam se serei aliviado do Parkinson durante a minha vida, eu digo: 'Tenho 60 anos e a ciência é difícil. Então, não' Sou realmente um cara feliz. Não tenho um pensamento mórbido na cabeça — não tenho medo da morte."

O astro afirmou que, após a morte do sogro, refletiu sobre a vida: "Ao passar pela escuridão, também tive uma visão sobre meu sogro, que havia falecido e sempre defendeu gratidão, aceitação e confiança. Comecei a notar coisas pelas quais era grato e a maneira como outras pessoas reagiam às dificuldades com gratidão. Conclui que a gratidão torna o otimismo sustentável."

+++LEIA MAIS: Os 5 melhores filmes de Michael J. Fox: de Cartas do Vietnã a De Volta Para o Futuro [LISTA]

Michael J. Fox também deu um conselho para quem foi diagnosticado com a doença: “Tenha uma vida ativa e não se deixe isolar e marginalizar. Você pode viver com isso. As pessoas às vezes dizem que um parente, um dos pais ou um amigo morreu de Parkinson. Você não morre de Parkinson. Você morre com Parkinson porque, uma vez que o tenha, você o terá para o resto da vida — até que possamos remediar isso, e estamos trabalhando duro para isso.”

Michael J. Fox busca pela cura

Desde o diagnóstico, em 1991, o astro busca encontrar a cura para a doença e, inclusive, abriu uma fundação para incentivar pesquisas, intitulada Michael J Fox Foundation for Parkinson's Research.

 

Em 2021, segundo a Revista Monet, a fundação atingiu a marca de US$ 1 bilhão arrecadado - mais de R$ 5 bilhões. A notícia foi compartilhada pelo próprio ator, próximo aos 20 anos da instituição. 

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por The Michael J. Fox Foundation (@michaeljfoxorg)