Morre Peter Bogdanovich, diretor de A Última Sessão de Cinema, aos 82 anos

Diretor, ator e roteirista, Peter Bogdanovich assinou grandes sucessos como A Última Sessão de Cinema e Lua de Papel

Redação Publicado em 06/01/2022, às 16h50 - Atualizado às 16h51

None
Peter Bogdanovich (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

O aclamado cineasta Peter Bogdanovich morreu de causas naturais em sua casa em Los Angeles, aos 82 anos. Conforme noticiou o Indie Wire, o diretor, ator e roteirista é conhecido por diversos assinar diversos filmes de sucesso, como A Última Sessão de Cinema (1971) e Lua de Papel (1973).

Ícone geração de diretores chamada de Nova Hollywood dos anos 1970, Bogdanovich tinha apenas 31 anos quando dirigiu um dos maiores filmes da carreira: A Última Sessão de Cinema (1971). Indicada a oito estatuetas do Oscar e um verdadeiro sucesso de crítica, a produção acompanha dois jovens que vivem em uma pequena cidade no interior do Texas.

+++LEIA MAIS: Nicolas Cage implorou a Francis Ford Coppola por vaga em Poderoso Chefão; entenda

Segundo informações da Folha de S. Paulo, a década de 1970 foi muito importante para carreira de Peter Bogdanovich. O cineasta pôde dirigir diversos projetos em sua forma, e fez parte de um movimento que conseguiu reimaginar o cinema norte-americano com filmes autorais: a Nova Hollywood.

Depois de A Última Sessão de Cinema, a comédia Essa Pequena é uma Parada (1972), com Barbra Streisand, fez enorme sucesso. Outro filme aclamado foi lançado nos cinemas em seguida: Lua de Papel, estrelado pela pelo pai e a filha Ryan e Tatum O'Neal.

+++LEIA MAIS: Pedro Almodóvar: 6 melhores filmes do diretor; A Pele que Habito, Dor e Glória e mais [LISTA]

A lista de sucessos de Peter Bogdanovich para a década, contudo, continua. A então namorada do cineasta, Cybil Shepherd, estrelou Daisy Miller (1974) e Amor, Eterno Amor (1975). Ainda, o diretor foi o responsável por um dos últimos trabalhos da icônica Audrey Hepburn: Muito Riso e Muita Alegria (1981); assim como pelo filme Marcas do Destino (1985), premiado no festival de Cannes.

Além de dirigir filmes de sucesso, Peter Bogdanovich foi um grande ator — e participou de Família Soprano (2000-2007) e It - Capítulo 2 (2019). Mesmo aos 82 anos, o cineasta era ativo e trabalhava em uma comédia, One Lucky Moon, em pré-produção.

+++LEIA MAIS: Morre Jean-Marc Vallée, diretor de Big Little Lies, aos 58 anos