Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Mulher-Maravilha: James Gunn nega saída de Gal Gadot da DC Comics

James Gunn negou rumores que Gal Gadot teria saído do DC Universe - após saída de Henry Cavill como Superman

Redação Publicado em 21/12/2022, às 16h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Gal Gadot como Mulher-Maravilha (Foto: Divulgação)
Gal Gadot como Mulher-Maravilha (Foto: Divulgação)

Após altos e baixos desde 2013, o Universo Estendido DC (DCEU) vai deixar de existir para dar lugar para DC Universe (DCU), que contará com animações, filmes e séries. Duas pessoas comandam essa nova fase: James Gunn e Peter Safran - e as mudanças já começaram a aparecer, com projetos cancelados ou adiados.

Em meio a mudança de direção, houve rumores que Mulher-Maravilha 3, com roteiro escrito por Jenkins e Geoff Johns, seria mais uma das produções cortadas para a nova fase dos quadrinhos. No entanto, James Gunn negou que Gal Gadot tenha saído do DC Universe (DCU), segundo informações do Deadline

+++ LEIA MAIS: Batman de Robert Pattinson não estará no DCU, revela James Gunn

O comentário respondido por Gunn mencionava que "ter 'chutado' Henry Cavill e Gal Gadot (especialmente após ambos terem anunciado seu retorno) não inspirava confiança" na liderança do cineasta.

Não tenho certeza de onde você tirou que nós 'chutamos' Gal".

+++ LEIA MAIS: Liga da Justiça, Mulher-Maravilha e mais: Qual a ordem certa para assistir aos filmes da DC?

A declaração do cineasta vem um pouco depois do The Hollywood Reporter reportar que Patty Jenkins havia sido removida do cargo de diretora em Mulher-Maravilha 3. De acordo com a reportagem, a chefia da DC não gostou do tratamento de roteiro apresentado pela cineasta, e o longa está na geladeira por enquanto.

Gal Gadot interpretou a Mulher-Maravilha em Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) e Liga da Justiça(2017) de Zack Snyder, além dos dois filmes solo da personagem, lançados em 2017 e 2020. Juntas, as duas produções renderam quase U$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais - mesmo com o lançamento simultâneo de Mulher-Maravilha 1984 (2020) nos cinemas e no streaming, no auge da pandemia de covid-19.