Nicolas Cage desabafa sobre ‘fracassos’ em Hollywood: ‘Fui marginalizado pelos estúdios’

Em entrevista, Nicolas Cage falou sobre o retorno aos filmes independentes após fracassos em Hollywood

Redação Publicado em 06/01/2022, às 11h47

None
Nicolas Cage (Foto: Sascha Steinbach/Correspondente)

Apesar de acumular premiações e grandes sucessos de bilheteria, Nicolas Cage também estrelou diversos fracassos de bilheteria — e uma série de estreias massacradas pela crítica trouxe uma reputação ruim ao astro. Em entrevista, o ator explicou que, após muitas decepções, foi “marginalizado pelos estúdios” de Hollywood.

Em conversa no podcast do Variety's Award Circuit (via Cinema Blend), Nicolas Cage explicou que, voltar às raízes dos filmes independentes após grandes fracassos de bilheteria foi a salvação para a carreira dele. Ainda, o astro lembrou seu último filme de grandes estúdios: o criticado Motoqueiro Fantasma - Espírito de Vingança (2011).

+++LEIA MAIS: Nicolas Cage implorou a Francis Ford Coppola por vaga em Poderoso Chefão; entenda

Durante entrevista, Cage elogiou o cineasta Michael Sarnoski, quem escalou o astro para o protagonista do elogiado Pig - A Vinganga (2021): “Eu o chamo de Arcanjo Miguel porque soube em algum momento, depois de alguns fracassos, que tinha sido marginalizado no sistema de estúdios e não seria convidado por eles. Sempre soube que seria necessário um jovem cineasta que voltasse, se lembrasse de alguns filmes que fiz, soubesse que talvez eu estivesse certo para o seu roteiro e me redescobrisse.”

Segundo Cage, a “redescoberta” no circuito independente possibilitou alguns dos maiores (e mais elogiados) trabalhos de toda a sua trajetória artística . No entanto, o astro também admitiu que o afastamento dos grandes estúdios afetou a carreira:

+++ LEIA MAIS: Nicolas Cage se inspirou em filme de 2021 para versão de Drácula; entenda

"Por fracassos, eu quis dizer que O Aprendiz de Feiticeiro da Disney não deu certo. Ou Fúria sobre Rodas — em retrospecto, agora é um filme divertido, certo? Até o segundo Motoqueiro Fantasma, foi meu último filme de estúdio. Parecia que eu não estava mais no radar do estúdio, mas eu sabia que sempre poderia voltar para o meu radar independente. Que foi e ainda é minhas raízes," disse Cage.

O astro continuou, e afirmou que foi preciso aguardar para a oportunidade certeira surgir: “E fiquei só esperando, esperando os diretores certos... Sempre pude voltar para essas pessoas que ainda estavam me convidando para o clube.”

+++ LEIA MAIS: Nicolas Cage é confundido com sem-teto e expulso de bar por bebedeira e confusão

Nicolas Cage implorou vaga em Poderoso Chefão

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Nicolas Cage revelou que implorou ao tio, o aclamado cineasta Francis Ford Coppola, para atuar em O Poderoso Chefão 3 (1990), filme estrelado por Al Pacino e AndyGarcía - e o diretor recusou. 

"Meu tio fez O Poderoso Chefão 3, e eu disse: 'Realmente deveria estar no seu filme, tio. É uma boa ideia se você me escalar, posso atuar nessa parte,'" relembrou Cage.