Por que Keira Knightley quase não protagonizou Orgulho e Preconceito?

Ao lado de Matthew MacFadyen, Keira Knightley estrela o sensível e delicado Orgulho e Preconceito (2006)

Redação Publicado em 25/07/2021, às 18h00

None
Keira Knightley e Matthew MacFadyen em Orgulho e Preconceito (Foto: Reprodução)

O clássico romance Orgulho e Preconceito, inspirado no livro de Jane Austen e lançado no Brasil em fevereiro de 2006, é um dos favoritos e mais amados pelo público. A sensibilidade do filme é potencializada pelo magnetismo encantador de Keira Knightley e Matthew MacFadyen. No entanto, o longa-metragem poderia ser totalmente diferente, porque a atriz quase não protagonizou a adaptação.

No filme, Elizabeth Bennet é interpretada por Keira Knightley. A jovem vive com a mãe, pai e irmãs no interior rural da Inglaterra. Como a mais velha, enfrenta uma pressão crescente para se casar. Elizabeth conhece o belo e rico Sr. Darcy, vivido por Matthew MacFadyen, e a atração dos dois é imediata. Embora haja uma química, a natureza excessivamente reservada de Darcy, somada à teimosia e orgulho dos dois, ameaça o relacionamento.

+++ LEIA MAIS: 4 papéis icônicos de Keira Knightley: De Star Wars a Anna Karenina [LISTA]

Segundo informações do Mental Floss, via Cheat Sheet, Keira Knightley tinha 20 anos na época em que foi escalada para o filme. A atriz já era bastante conhecida após o sucesso de Piratas do Caribe. A artista era uma boa candidata - tinha a idade de Elizabeth, além de já ser uma grande fã de Orgulho e Preconceito.

Joe Wright, o diretor do longa-metragem, porém, inicialmente hesitou escalar a atriz devido à bela aparência da artista. Conforme as informações do Mental Floss explicam, o cineasta temia que a aparência física pudesse distrair os espectadores das outras qualidades importantes de Elizabeth.

+++LEIA MAIS: 15 anos de Orgulho e Preconceito: Relembre as 4 cenas mais icônicas do filme [LISTA]

No entanto, Joe Wright mudou de opinião ao conhecer Knightley e perceber as singularidades da atriz. "[Ela] não ia dizer o que ela pensava que você queria que ela dissesse. Ela ia dizer exatamente o que pensava. Isso e seu humor fizeram dela uma Elizabeth perfeita," explicou o cineasta em entrevista, via Cheat Sheet.

Com Keira Knightley e Matthew MacFadyen, a adaptação cinematográfica de Orgulho e Preconceito se tornou um dos filmes de romance mais amados das últimas décadas. 

+++ LEIA MAIS: Keira Knightley não fará mais cenas de sexo dirigidas por homens


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!