Red: Crescer é Uma Fera: 5 motivos para assistir à animação da Pixar [LISTA]

Red: Crescer é Uma Fera chegou ao Disney+ nesta sexta, 11, e traz uma história repleta de momentos emocionantes e divertidos

Mariana Rodrigues Publicado em 13/03/2022, às 17h00

None
Red: Crescer é Uma Fera (Foto: 2022 Disney/Pixar - All Rights Reserved)

Red: Crescer é Uma Fera (2022) chegou ao Disney+ nesta sexta, 11, com uma trama repleta de momentos emocionantes, adoráveis, engraçados e uma história perfeita para todas as idades. Filme da Pixar acompanha a adolescente Mei, quem ao completar 13 anos descobre que a família guarda um grande segredo: todas as mulheres se transformam em um grande panda vermelho quando sofrem grandes emoções.

Para uma jovem, pior do que passar vergonha na frente dos alunos da escola ou não conseguir ir ao show da banda favorita, é se transformar em uma fera sem controle. Agora, Mei precisa aprender a controlar o panda interior se quiser a antiga vida de volta.

+++ LEIA MAIS: Red: Crescer é Uma Fera: Por que Pixar escolheu Billie Eilish e Finneas para trilha sonora?

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Disney+ Brasil (@disneyplusbr)

 

Red: Crescer é Uma Fera é dirigido por Domee Shi, cineasta conhecida por Bao (2018), e é a escolha ideal para quem busca uma animação divertida. Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil separou cinco motivos para você assistir ao novo filme da Pixar. Confira:

Trilha sonora

A trilha sonora de Red: Crescer é Uma Feraconta com canções de ninguém menos que a dupla indicada ao Oscar: os irmãos Billie Eilish e Finneas O’Connell. A Disney escolheu os cantores para compor as faixas da boyband 4*Town, ídolos de Mei no filme.

+++ LEIA MAIS: Red: Crescer é Uma Fera: Por que Sandra Oh queria estrelar animação da Pixar?

Em entrevista ao jornal O Globo, a produtora Lindsay Collins falou sobre a escolha: “O que passou por nossa cabeça foi: ‘Se vamos formar uma boyband, por que não chamar os melhores compositores que conhecemos que falam para esta geração?’,”.


Nostalgia das boybands

E por falar em boyband, a “obsessão” de Mei e das amigas Abby, Mirian e Priya com o 4*Town é uma das partes mais divertidas da história. A trama se passa em 2002, então é possível ver como o grupo tem uma forte inspiração nos Backstreet Boys.

+++ LEIA MAIS: Funcionários da Pixar estão 'desapontados' com estreia de Red apenas no Disney+; entenda

No entanto, o lado fã das garotas nunca deixa de ser atual, afinal, outras bandas surgiram ao longo dos anos como One Direction e o grupo de k-pop BTS. Para quem passou a adolescência vivendo por um ídolo, Red é um prato cheio de nostalgia.


Animação

A animação também merece um destaque. Diferente dos filmes da Disney como Encanto (2021) e Raya e o Último Dragão (2021) que, apesar de usar elementos mágicos na história, prioriza animações com traços mais “realistas,” os longas recentes da Pixar optaram por características próximas aos cartoons. É o caso de Red, que não economiza nas expressões e detalhes que parecem ter saído diretamente de um mangá, por exemplo.

+++ LEIA MAIS: Disney: Por que nome Bruno é usado em animações Encanto e Luca?


Lições sobre amizade e família

Assim como a maioria dos filmes da Pixar, Red traz grandes ensinamentos e, apesar de ressaltar a importância da compreensão dos pais no amadurecimento dos filhos, destaca-se pela lição sobre amizade. Mei, Abby, Mirian e Priya sempre estão dispostas a ajudar uma as outras e, apesar de intrigas, formam um excelente grupo de amigos.


Representatividade

Mais uma vez os estúdios estão apostando em histórias com elementos de outras culturas. Apesar de se passar em Toronto, no Canadá, a família de Mei tem origem chinesa e o filme aborda diversos elementos do país, como o próprio templo no qual ela trabalha.

+++ LEIA MAIS: Pixar: Por que estúdio parou de lançar curtas nos cinemas? Produtora explica


Oscar 2022: qual você acha a melhor música da premiação?

  • "Be Alive" – Dixson e Beyoncé (King Richard: Criando Campeãs)
  • "Down to Joy" – Van Morrison (Belfast)
  • "Dos Oruguitas" – Lin-Manuel Miranda (Encanto)
  • "No Time To Die" – Billie Eilish e Finneas O'Connor (007: Sem Tempo Para Morrer)
  • "Somehow You Do" – Diane Warren (Four Good Days)

+++LEIA MAIS: Oscar 2022: Confira os indicados da 94ª edição da premiação

+++LEIA MAIS: Oscar 2022 exige vacinação e testes de covid para indicados; entenda

+++LEIA MAIS: Oscar 2022: Todos os indicados a Melhor Filme, do pior ao melhor [LISTA]