Round 6: 8 detalhes que você (provavelmente) não percebeu na série; pistas sobre as mortes, presente de Gi-Hun e mais [LISTA]

Série mais assistida da Netflix, Round 6 é repleta de detalhes e significados escondidos; confira

Beatriz Bim (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 15/01/2022, às 13h00

None
Round 6 (Foto: Reprodução / Netflix)

[Atenção: O texto abaixo contém spoilers de Round 6]

A série sul-coreana da Netlix, Round 6 (2021), tornou-se um fenômeno mundial; o seriado ultrapassou Bridgerton (2020), e conquistou o título de produção original mais assistida do streaming. A trama distópica conta com personagens complexos, atuações icônicas, cenários deslumbrantes e narrativa envolvente.

+++LEIA MAIS: Round 6: Série da Netflix ganha paródia hilária com Rami Malek e Pete Davidson; assista

Criada por Hwang Dong-hyuk, narra uma competição mortal feita com jogos infantis na qual pessoas desesperadas e endividadas competem para ganhar o prêmio de 49 bilhões de wons (cerca de R$ 221 bilhões). No entanto, os perdedores não são simplesmente eliminados do jogo, mas mortos a sangue-frio.

A produção propõe diversas críticas ao mundo moderno e ao sistema capitalista, além de questionar comportamentos e valores humanos. Com símbolos ocultos, detalhes escondidos e pistas sobre o futuro dos personagens, listamos oito detalhes que você (provavelmente) não percebeu em Round 6. Confira:

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por 위하준 Wi Ha Jun (@wi__wi__wi)

+++LEIA MAIS: Round 6: Quais personagens de La Casa de Papel ganhariam a competição da série da Netflix?


Jogos escondidos nas paredes do dormitório

Foto: Reprodução/Netflix

Uma das dificuldades dos jogos é a imprevisibilidade das brincadeiras infantis. Os competidores descobrem as instruções segundos antes das dinâmicas iniciarem e devem tomar decisões - como escolher equipes - completamente às cegas.

+++LEIA MAIS: Round 6: Netflix deve ganhar US$ 900 milhões com série sul-coreana

O cenário desconhecido motivou alguns personagens a tentarem descobrir as gincanas antes delas acontecerem. Foi o caso do médico Byeong-Gi, quem fez um acordo com os guardas corruptos envolvidos em tráfico de órgãos. O personagem oferecia conhecimentos médicos em troca da vantagem de saber sobre os jogos antes dos participantes.

No entanto, a situação teria sido evitada se os competidores notassem os desenhos nas paredes do dormitório. De fato, com todas as mortes e beliches cobrindo o espaço, reparar em gravuras não é prioridade. Mas, conforme os participantes eram eliminados e as paredes descobertas, desenhos das brincadeiras como o Jogo da Lula, Cabo de Guerra e Batatinha 1, 2, 3 ficaram evidentes.

+++LEIA MAIS: Round 6: Conheça o elenco (e personagens) da série hit da Netflix


Pistas sobre as mortes dos personagens

Foto: Reprodução/Netflix

No segundo episódio da série, os personagens voltam à vida cotidiana após votarem para sair do jogo. Conhecemos melhor os competidores e os motivos pelos quais participaram da competição. As cenas finais de cada personagem antes de voltarem ao jogo são, na verdade, prenúncios da maneira na qual morrem.

+++LEIA MAIS: Round 6: Qual jogo infantil foi o mais difícil de filmar? Lee Jung-jae responde

Abdul Ali, indignado com o comportamento do chefe e com a família para sustentar, rouba o dinheiro da fábrica que deveria ser pago a ele pelo serviço. No jogo, Cho Sang-Woo o trai ao formarem duplas na brincadeira, roubando suas bolas de gude.

Jang Deok-Su, ao ser descoberto e traído por membros da gangue, pula da ponte da cidade para evitar ser assassinado. Posteriormente, o personagem morre ao cair da ponte de vidro.

+++LEIA MAIS: O Orfanato: Antes de Round 6, filme de terror apresentou ‘Batatinha Frita 1, 2, 3’; conheça

Kang Sae-Byeok, após ser enganada novamente pelo homem que prometeu trazer a família dela da Coreia do Norte, ameaça cortar a garganta dele caso não cumpra o combinado. No jogo, a jovem é morta por Cho Sang-Woo com um corte na mesma região.

Cho Sang-Woo, antes de receber o convite para o novo jogo, tenta tirar a própria vida em um quarto de hotel. Posteriormente, suicida-se para Seong Gi-Hun não desistir e ganhar a competição.

+++LEIA MAIS: Round 6: Netflix pagou R$ 110 milhões por série sul-coreana; entenda

Os personagens não são os únicos com o destino prenunicado: o mesmo ocorre com a mãe de Gi-Hun. Ao ser libertado pela primeira vez do jogo, ele pede a Sae-Byeok para desamarrá-lo. A jovem nega o pedido, afirmando que o personagem irá atrás dela para cobrar o dinheiro roubado. Gi-Hun jura pela vida da mãe não fazer isso, mas, quando solto, ataca a competidora. Ao ganhar o jogo, volta à casa da mãe, e a encontra morta no chão do quarto.


Han Mi-Nyeo morre de maneira poderosa

Foto: Reprodução/Netflix

+++LEIA MAIS: Round 6: Grupo coreano de pagode faz cover de Péricles em vídeo comemorativo da Netflix; assista

Han Mi-Nyeo é uma das competidoras mais emblemáticas da série. Capaz de fazer tudo para sobreviver, a personagem entra no grupo de Gi-Hun mesmo sem ser aceita, competindo ao lado dos personagens no Cabo de Guerra.

Após a equipe vencer a brincadeira ao seguir a técnica de Oh Il-Nam, a competidora compartilha com o grupo: “Realmente pensei que fôssemos todos morrer, mas quando me inclinei, me senti muito mais poderosa.”

+++LEIA MAIS: Além de Round 6: Quais são as 10 séries mais vistas da Netflix? [LISTA]

Posteriormente, no jogo da Ponte de Vidro, tem a oportunidade de vingar a traição de Jang Deok-Su. Ela entrelaça os braços na cintura do competidor, e inclina-se da mesma maneira realizada no Cabo de Guerra. Os dois personagens morrem, mas enquanto Deok-Su cai contrariado, o ato é, para Mi-Nyeo, um poderoso sacrifício.


Sotaque de Sae-Byeok muda dependendo com quem fala

Foto: Reprodução/Netflix

+++LEIA MAIS: Round 6: Por que final da série da Netflix decepcionou LeBron James?

O fato de Kang Sae-Byeok ser da Coreia do Norte é mencionado em vários momentos. Um dos motivos pelos quais a jovem decide participar da competição é trazer a família para Coreia do Sul. No entanto, para os não acostumados com a língua, um detalhe sobre a personagem é ignorado.

Quando Sae-Byeok conversa com os outros jogadores, fala com a pronúnica sul-coreana padrão. Mas, ao confortar o irmão mais novo, retorna ao verdadeiro sotaque norte-coreano, o qual cresceu falando.

+++LEIA MAIS: Round 6: Em qual cena Jung Ho-yeon não conseguiu conter o choro?


Pistas sobre a identidade do Jogador 001

Foto: Reprodução/Netflix

Um dos maiores plot twist da série é Oh Il-Nam - o Jogador 001 - ser o grande líder da competição. No entanto, ao decorrer dos episódios, algumas pistas sutis são reveladas sobre a verdadeira identidade do senhor.

+++LEIA MAIS: Round 6 ultrapassa Bridgerton e vira série original Netflix mais popular da plataforma

Durante o primeiro jogo mortal - Batatinha Frita 1, 2, 3 - Il-Nam não parece perturbado ou preocupado com a brincadeira. Em vez disso, aparenta um certo encanto com a gincana. Mais tarde, afirma se divertir com o jogo, principalmente quando comparado a assisti-lo ou criá-lo.

Além disso, quando o policial Hwang Jun-Ho abre o arquivo dos jogadores de 2020, a primeira página é o competidor 002. De fato, com a tensão da cena, deixar passar o detalhe, é compreensível. Mas, o documento faz sentido, considerando o fato de 001 ser o organizador dos jogos.

+++LEIA MAIS: Round 6: Hotel cria competição inspirada na série com prêmio em dinheiro

O detalhe mais óbvio da identidade de Il-Nam é, provavelmente, o fato de não mostrarem o personagem morto. Após o senhor perder o jogo das Bolas de Gude, é apresentada apenas a reação de Gi-Hun, abalado pelo ocorrido. A escolha não parece fazer sentido, principalmente pela série não ter nenhum pudor para exibir os extermínios e corpos dos personagens.


Presente de Gi-Hun à filha é embrulhado como os caixões do jogo

Foto: Reprodução/Netflix

+++LEIA MAIS: Round 6: Criador pede para pais não deixarem crianças assistirem à série hit da Netflix; entenda

Outro detalhe da série para prenunciar os acontecimentos é o presente de Gi-Hun à filha. Ao ser roubado por Sae-Byeok, o personagem gasta o restante do dinheiro na máquina de brinquedos, com esperança de dar à garota um presente incrível.

Após diversas tentativas frustradas, é ajudado por uma criança, quem consegue pegar uma caixa preta com laço bege. Ao dar o embrulho à filha, Gi-Hun descobre o verdadeiro conteúdo do presente: um isqueiro em forma de arma.

+++LEIA MAIS: Round 6 é a maior série da história da Netflix, confirma streaming

O embrulho é similar aos caixões do jogo e o objeto refere-se à forma na qual os corpos são descartados, assassinados e incinerados.


Número 456 segue Gi-Hun antes do início do jogo

Foto: Reprodução/Netflix

+++LEIA MAIS: Amou Round 6? Conheça 4 séries distópicas para maratonar: de Alice in Borderland a 3% [LISTA]

Outro detalhe da narrativa é como variações do número 456 perseguem Gi-Hun. O personagem é o jogador 456 à entrar no jogo. Após apostar na corrida de cavalos, ganha 4,56 milhões de wones e ao terminar a competição volta para casa com 4,56 bilhões de wones.

Considerando como os detalhes são amarrados na narrativa, o número não é coincidência. Um dos possíveis significados pode estar relacionado à maneira na qual as apostas aumentaram com o decorrer da trama. Gi-Hun se emociona ao ganhar 4,56 milhões de wones, mas após participar do jogo, não toca nos 4,56 bilhões de wones por um ano.

+++LEIA MAIS: Round 6: Cenário revelou todos os jogos desde o início; confira

A mudança de comportamento faz sentido após o comentário de Il-Nam no final da série. O senhor, no leito de morte, diz que o único fator em comum entre uma pessoa sem dinheiro e outra muito rica é ambas não se divertirem com a vida. Gi-Hun vivenciou os dois lados do espectro, sentindo-se miserável nas duas realidades.


Símbolos do Jogo da Lula se repetem

Foto: Reprodução/Netflix

+++LEIA MAIS: Por que Round 6, série da Netflix, faz tanto sucesso? [ANÁLISE]

O Jogo da Lula é o principal da competição. A brincadeira não apenas inicia e encerra a narrativa, mas é também o nome da série em diversos países. Logo, é compreensível os símbolos círculo, quadrado e triângulo aparecerem em momentos da narrativa. As formas não estão presentes apenas em detalhes mais evidentes como nas máscaras dos guardas e no cartão do jogo, mas também em situações escondidas.

O grampo da boneca do jogo Batatinha Frita 1, 2, 3 é igual ao desenho do Jogo da Lula. Os símbolos se repetem na casa da brincadeira das Bolas de Gude e a ceia final é composta por uma mesa triangular em um piso redondo estampado com quadrados.

+++LEIA MAIS: Round 6: Como vida pessoal do diretor inspirou protagonistas da série da Netflix?

Foto: Reprodução/Netflix