Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

'Se Estas Paredes Cantassem', filme sobre o Abbey Road Studios, estreia nesta sexta-feira (06)

Dirigido por Mary McCartney, a filha de Paul McCartney, o filme do Disney+ conta a história de um dos maiores estúdios da indústria musical

Redação Publicado em 05/01/2023, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Paul McCartney (Foto: Divulgação/ Disney)
Paul McCartney (Foto: Divulgação/ Disney)

Em novembro de 1931, uma casa georgiana de Westminster, na Inglaterra, foi transformada em um dos maiores estúdios da história. Agora, mesmo décadas mais tarde, a história do famoso Abbey Road Studios será contada pelo filme Se Estas Paredes Cantassem, que estreia na próxima sexta-feira, 06.

A trajetória do Abbey Road começou em uma casa de nove quartos de 1831. Antigo EMI Recording Studios, o estúdio transformou o lugar cem anos depois de sua construção, adaptando seus cômodos para receber músicos como Alan Blumlein, que gravou a Jupiter Symphony, de Mozart, no lugar.

+++LEIA MAIS: Beatles: Quais ‘pistas’ da capa de disco indicam teoria de que ‘Paul McCartney está morto’?

Dessa forma, em nove décadas de história, o Abbey Road Studios não apenas acompanhou o desenvolvimento da indústria musical, como foi um de seus principais protagonistas. São esses 90 anos de história que Mary McCartney, a filha de Paul McCartney, explora no filme Se Estas Paredes Cantassem, a fim de levar os fãs da música por uma viagem através da história do grande estúdio.

As primeiras informações sobre o filme foram divulgadas em 2021, quando a Mercury Studios, uma divisão de produção da Universal Music Group, anunciou a produção — que, agora, será lançada pelo Disney+, nesta sexta-feira, 06. Na época, foi divulgado que o filme contaria com cenas dos bastidores do estúdio, além de uma visão geral da história do lugar, para comemorar seu aniversário de 90 anos.

+++LEIA MAIS: Por que Paul McCartney está descalço na capa de Abbey Road?

Produzido por John Battsek, então, o longa traz entrevistas de personagens que fizeram parte da história do estúdio, de engenheiros e funcionários do Abbey Road, até artistas, produtores e compositores apaixonados pelo estúdio. Com direção de Mary McCartney, a produção ainda traz memórias da filha do ex-Beatle sobre como era dividir o estúdio com o pai.

Algumas das minhas memórias mais antigas como criança vêm do período que passei na Abbey Road. Por muito tempo, eu quis contar a história desse lugar histórico”, afirmou Mary, em 2021.

“Se Estas Paredes Cantassem”, ponderou Isabel Garvey, diretora de gerenciamento do estúdio. “Eu perdi a conta de quantas vezes ouvi isso na Abbey Road Studios ao longo dos anos. Mal posso esperar para ver algumas dessas histórias finalmente ganharem vida no que vai ser um documentário atemporal.”

+++LEIA MAIS: Qual música de John Lennon foi chamada de 'lixo' pelo próprio Beatle?