Shang-Chi é o primeiro filme lançado na pandemia a alcançar US$200 milhões de bilheteria

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, primeiro filme da Marvel com herói de origem asiática, quebrou recorde na pandemia

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 01/10/2021, às 19h55

None
Pôster de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (Foto: Reprodução / Marvel)

Primeiro filme com herói de origem asiática do MCU, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021) quebrou recorde: foi o primeiro longa-metragem lançado durante a pandemia de covid-19 a arrecadar mais de US$ 200 milhões nas bilheterias estadunidenses. 

O filme protagonizado por Simu Liu bateu o recorde na última quinta, 30 de setembro — mas, desde o lançamento nos cinemas, a produção se destacava nas bilheterias, conquistando a marca de US$ 94,7 milhões em sua abertura de quatro dias. 

+++ LEIA MAIS: Marvel: As 5 cenas pós-créditos mais engraçadas da franquia- Vingadores, Shang-Chi e mais [LISTA]

Segundo o The Hollywood Reporter, Shang-Chiultrapassou Viúva Negra (2021) e se tornou o lançamento de maior bilheteria, já que a produção com Scarlett Johansson alcançou US$ 183,4 milhões no mercado interno enquanto ainda estava em cartaz. 

A história de Shang-Chi

No filme do MCU, Shang-Chi (Simu Liu) é um jovem chinês treinado em artes marciais, criado em reclusão sem contato com o mundo exterior. Quando finalmente consegue a oportunidade de entrar em contato com o resto do mundo, descobre como o pai não era a pessoa que dizia ser — e, então, se vê na obrigação de se rebelar contra ele.

+++LEIA MAIS: Marvel: Papel de Awkwafina em Shang-Chi resolve antigo problema na franquia; entenda

Segundo a sinopse de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021), o herói também deve confrontar o passado que ele acreditava ter deixado para trás quando é atraído para a rede de mistérios da organização Dez Anéis.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marvel Brasil (@marvelbrasil)