Sia pensou em suicídio após repercussão negativa de filme Music: 'Precisei de reabilitação'

Music, dirigido por Sia, recebeu diversas críticas por representação distorcida do autismo

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 20/01/2022, às 12h58

None
Maddie Zigler e Kate Hudson em Music (Foto: Reprodução)

Sia admitiu pensamentos suicidas após críticas ao filme Music (2021) ao jornal The New York Times. O longa-metragem dirigido por ela retrata Music (Maddie Zigler), uma adolescente autista, e a irmã Zu (Kate Hudson), ex-dependente química. A produção teve repercussão negativa por escolha do elenco sem pessoas do espectro autista e representação distorcida.

Durante a produção, a cantora mencionou tentativa de trabalhar com atriz autista, mas descreveu a experiência como "desagradável e estressante," ao 10 News First (via Variety). Segundo Sia, a personagem demandava muito, pois havia sequências de dança com coreografias elaboradas.

+++ LEIA MAIS: Music, filme de Sia, tem nota mais baixa no Rotten Tomatoes que Cats

Após críticas, a cantora se desculpou no Twitter e incluiu um aviso antes do filme: "Music não recomenda o uso de contenções para pessoas autistas. Há terapeutas especialistas no processo sensorial, quem podem ser consultados para explicar caminhos seguros para terapias de alta pressão para ajudar nos colapsos."

Em perfil de Kathy Griffin para o jornal, Sia revelou como a comediante salvou a vida dela: "Tive pensamentos suicidas e precisei de reabilitação." Griffin teria ajudado na imagem da cantora, planejando jantar estratégico, com paparazzis acompanhando, para mudar o foco na mídia.

+++ LEIA MAIS: Sia e FKA Twigs denunciam Shia LaBeouf por comportamento abusivo

Além das críticas - do público e da mídia especializada -, uma petição de ativistas pelos direitos do autismo em favor do cancelamento do filme recebeu mais de 20 mil assinaturas. Apesar da aversão causada, Music foi indicado a duas categorias do Globo de Ouro 2021.