Top Gun: Maverick quebra recorde de bilheteria no final de semana de estreia

Estrelado por Tom Cruise, Top Gun: Maverick teve ótimos números no primeiro final de semana

Redação Publicado em 31/05/2022, às 11h52 - Atualizado em 01/06/2022, às 12h15

None
Tom Cruise em Top Gun: Maverick (Foto: Reprodução)

Top Gun: Maverick, lançado em 26 de maio de 2022 nos cinemas brasileiros, quebrou recorde importante de bilheteria no fim de semana de estreia, segundo informações do NME. A sequência de Top Gun - Ases Indomáveis (1986) traz Tom Cruise novamente no papel de Pete "Maverick" Mitchell.

O filme já arrecadou US$ 248 milhões em todo planeta desde o lançamento mundial oficial em 27 de maio de 2022. Dentro disso, a produção dirigida por Joseph Kosinski fez US$ 151 milhões nos Estados Unidos, e foi o longa exibido em um recorde de 4.732 cinemas, o maior valor para qualquer filme no primeiro fim de semana.

+++LEIA MAIS: Top Gun: Maverick - 3 curiosidades sobre filme com Tom Cruise [LISTA]

Ou seja, isso torna Top Gun: Maverick a abertura de maior bilheteria para um filme que não é de super-herói desde o início da pandemia de coronavírus. Também foi o primeiro filme de Tom Cruise a ultrapassar a marca de US$ 100 milhões no primeiro final de semana.

Maverick ficou atrás de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (2022), o qual arrecadou US$ 206 milhões; Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (2022), com US$ 148 milhões; e Batman (2022), com US$ 106 milhões.

+++LEIA MAIS: Top Gun 2: Atores realmente pilotaram aviões? Miles Teller responde


Como diretor convenceu Tom Cruise a retornar ao papel em Top Gun: Maverick?

Tom Cruise estrelou Top Gun - Ases Indomáveis (1986) — mas, após o lançamento do filme, o astro revelou que não voltaria a interpretar o personagem Pete "Maverick" Mitchell. Mais de três décadas depois, Cruise fez a sequência Top Gun: Maverick(2022), mas, o que convenceu o artista a retornar à franquia?

Em entrevista com a Polygon, o diretor Joseph Kosinski revelou como convenceu Cruise a retornar ao papel: dando uma razão emocional. Para isso, envolveu caráter e emoção na trama do novo filme. 

+++ LEIA MAIS: Top Gun 2: Tom Cruise treinou o elenco em aviões para se preparar para filme; entenda

“Bem, eu trabalhei com o Tom e sabia que começaria com caráter e emoção… O conflito [é sobre] a diferença entre ser um aviador que entra e arrisca sua própria vida, e alguém que está em uma posição mais alta que tem que enviar outros para arriscar suas vidas. Conversei com alguns almirantes que falaram sobre essa diferença. É um tipo diferente de pressão, é quase mais difícil enviar os outros em vez de ir você mesmo. E para mim, parecia que isso alavancou a emoção do filme passado e os relacionamentos que todos nós amamos, mas levou a uma nova direção. Então foi aí que eu comecei,” contou o diretor. 

Kosinski ainda acrescentou: “Eu acho que foi honestamente o elemento que realmente pegou Tom, porque deu a ele uma razão emocional para retornar a esse personagem. A segunda coisa foi, o que Maverick está fazendo? Você sabe, onde podemos encontrá-lo? E essa é a minha própria paixão... Então a ideia de encontrá-lo como piloto de testes no limite do que é possível me pareceu a maneira perfeita de encontrá-lo, e Tom adorou isso.”

+++ LEIA MAIS: Top Gun 2: Tom Cruise se arrisca em manobras de tirar o fôlego em trailer; assista