Pulse

Disco Ensolarado

Fernanda Takai faz homenagem a Nara Leão

Adriana Alves Publicado em 09/11/2007, às 14h26

Fernanda Takai: recordando Nara
Gabriela Lima (Fernanda Takai)

"Eu tenho um sonho, quase obsessão, de fazer um disco com a Fernanda Takai cantando o repertório da Nara Leão." A frase estava em um e-mail que o produtor Nelson Motta mandou para Patrícia Tavares, empresária e amiga da vocalista do Pato Fu. "Fiquei feliz, envaidecida, mas disse 'tenho uma banda, não faço carreira solo, acho que prejudica'", diz Fernanda, e explica como Nelson a convenceu: "Ele é muito bom de papo, né? Falou: 'que é isso, vamos conversar'". Menos de um ano após o primeiro convite e com algumas coincidências pelo caminho, o projeto está em fase de finalização.

Com seu iPod, ela mostra algumas das faixas do álbum, ainda não mixado. "Este disco tem uma nostalgia, porque é dedicado a uma pessoa que foi embora muito cedo, mas é ensolarado. A idéia é que as pessoas fiquem felizes ao ouvir", conta Fernanda, após um pocket show do Pato Fu em São Paulo.

Ela tem razão. Onde Brilhem os Olhos Seus traz melodias felizes, modernas e cheias de bom gosto. Entre as 13 músicas filtradas pela cantora e por Motta, que assina a direção musical, estão trabalhos da autoria de Nelson Cavaquinho, Ari Barroso, Ernesto Nazareth, Zé Kéti e Chico Buarque. "Tem samba triste que ficou com clima de praia com Martini, tem outro que virou quase tema de James Bond, e tem até um eletrobaião".

A primeira e única vez que a cantora cantou essas músicas em público foi no desfile do estilista Ronaldo Fraga, durante o São Paulo Fashion Week deste ano. "Foi a coisa mais difícil que já fiz na vida. Platéia de moda é muito fria e eu tava preparada para reação nenhuma, achava que ninguém iria aplaudir", recorda. "Quando o pessoal começou a bater o pezinho, fui me tranqüilizando."

O estilista faz parte de uma das coincidências da saga do disco, previsto para novembro. "O disco era segredo e eu acabei contando pra ele num daqueles jantares que você bebe tudo. Daí ele disse: 'Sério? Minha coleção de 2009 vai ser de Nara Leão, você canta no meu desfile?'."

Para a gravação, foram convidados o guitarrista John Ulhoa e o tecladista Lulu Camargo, ambos do Pato Fu, e o mítico compositor da bossa nova Roberto Menescal - outra feliz coincidência da história. Fernanda foi a um show que o músico fez ao lado de seu amigo Bob Tostes em Belo Horizonte (MG) e tentou conhecê-lo, o que não aconteceu. "Menescal mandou um e-mail dias depois, dizendo que tinha uma simpatia gratuita por mim por eu fazer com que ele se lembrasse da Nara", conta Fernanda. "Isso quando ninguém sabia da existência do projeto!"

Shows com o repertório do disco, que inclui "Insensatez", "Ta-Hi (Pra Você Gostar de Mim)" e "Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos", somente quando Fernanda conseguir conciliá-los com a agenda apertada do Pato Fu. "Este é um projeto carinhoso, para as pessoas se lembrarem de uma cantora que é uma das mais importantes da música brasileira", define.