Pulse

Érika Machado

Cantora funde artes plásticas com música para recriar a MPB

Bruno Dias Publicado em 09/11/2007, às 12h59 - Atualizado em 20/02/2013, às 15h00

Érika caminha entre o simples e o moderno

Ver Galeria
(11 imagens)

Na verdade, vejo tudo como uma coisa só", responde a mineira Érika Machado, ao ser questionada sobre a sua trajetória musical. "Me formei em artes plásticas. Um dia, um amigo chamado Kuru criou um projeto de Lei Estadual que me proporcionou um patrocínio pra eu fazer meu disco. Daí, convidei o John [guitarrista do Pato Fu] para ser o produtor. Meu trabalho então passou a ser vendido como música e assim virei cantora."

O disco em questão é No Cimento (2006), que rendeu a Érika o prêmio de Artista Revelação da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) e o início de uma duradoura parceria com o "casal Fu". "O Pato Fu é a banda mais legal que já ouvi e uma grande referência pra mim", diz. "Cantei com a Fernanda [Takai] a trilha do desfile Festa no Céu do Ronaldo Fraga para o São Paulo Fashion Week, com produção do John. Cantei na trilha do programa Dango Balango, da TV Cultura, também com o John. E fiz algumas participações em shows deles em São Paulo e em BH".

As músicas de No Cimento carregam a mesma simplicidade e inventividade encontradas nas canções do Pato Fu: experimentações eletrônicas conectadas a doces melodias e letras mostram que o lado artista de Érika não se limita ao projeto gráfico do encarte do CD. "Acredito num diálogo entre as diversas linguagens artísticas. Acabo fazendo uma música bastante visual e penso a música da mesma forma que penso as artes plásticas. O que muda da música para as artes é o ponto de venda", teoriza.

Mesmo ocupada com o projeto Expresso Melodia (um caminhão-palco rodando por cidades do interior) e divulgando No Cimento através de uma turnê por Minas Gerais, Érika - em silêncio, no melhor estilo mineiro - arruma tempo para compor um novo repertório. "Tenho feito músicas novas e pretendo começar a gravar lá no estúdio do John, o 128 Japs. A gravação deve começar em março e o lançamento será no segundo semestre", prevê.

OUÇA: "Secador, Maçã e Lente" em www.myspace.com/erikamachado.