Lovefoxxx: "Não vejo a hora de ser a esposa do Simon"

De volta ao Brasil, a vocalista do Cansei de Ser Sexy prepara o próximo disco e o casamento

Paulo Terron Publicado em 08/11/2007, às 18h02 - Atualizado em 17/12/2007, às 16h17

Lovefoxxx quer comer uma boa coxinha
Roberta Ridolfi

Lovefoxxx poderia estar cansada... de viajar. Depois de uma turnê internacional que durou quase um ano e meio, o Cansei de Ser Sexy finalmente voltou ao Brasil (para uma apresentação única no festival Planeta Terra, em São Paulo). Ela falou de Budapeste (Hungria), em uma pequena pausa da turnê que faziam ao lado de Gwen Stefani.

O que mudou na sua vida depois desse tempo na estrada, fora do Brasil?

Fazer turnê muda a vida. Você se desapega das coisas. Eu fiquei mais forte. Tem alguns momentos nos quais é legal parar e pensar que tudo o que você tem é a sua mala. Mas fazer turnê te dá uma casca grossa, acima de tudo.

Esse desapego também é em relação à família e aos amigos?

Tenho uma relação muito legal com os meus pais. Saí de casa pra trabalhar em São Paulo, aos 16 anos. Eles sempre me apoiaram e falaram: "Nós criamos nossos filhos para o mundo, não para nós mesmos". Então eles sempre entendem. Da banda, eu sou a que menos volta para o Brasil, prefiro ficar na Inglaterra.

A temática das letras no próximo disco vai continuar a mesma ou as perspectivas mudaram?

Muda, claro que muda. O tom está mais pessoal. Acho que temos que ser honestos com nós mesmos. E não vamos fazer uma coisa "engraçadinha" ou que tem "a cara" da banda. A cara de todo mundo muda com o passar dos anos, né? Nós sempre falamos que não gostamos de bandas temáticas. E, não sendo uma, é óbvio que não temos um tema fixo. Não precisamos pensar: "Ai, quem vai ser a celebridade da vez pra gente ser Costinha?". A gente não é temático e as coisas evoluem!

Mas não é perigoso mudar de rumo? Tem essa lenda do segundo disco...

Então, eu sei dessa lenda. Mas, quando a gente fez o primeiro disco, não esperávamos nada. Temos tocado três músicas novas e todo mundo gosta. Eu estou amando as demos. Eu não sei explicar muito o segundo disco porque a gente não fez muita coisa ainda. Mas fico feliz de conseguir ver um amadurecimento.

Vocês chamaram seus pais e os amigos para o show de São Paulo?

A gente não faz questão de que todo mundo vá, no sentido de "ir para bater papo com a gente". Queremos nos concentrar antes e não fazer uma festa louca no camarim. Mas o nosso rider [a lista de exigências da banda] é incrível: tem coxinha, risole, água- de-coco, saquê... Estou superempolgada com as coxinhas. Dá muita saudade dessas comidas. O Simon [Taylor-Davis, guitarrista do Klaxons e namorado de Lovefoxxx] sempre me vê reclamando que quero coxinha. Uma vez, ele pegou a receita na internet e fez. Quando vi, comecei a chorar! [risos]

Você tem sido assunto dos tablóides britânicos, por causa do seu namoro. Dava para imaginar que isso aconteceria um dia?

[Risos] Nunca imaginei. Então, é estranho. Quando nós dois saímos em turnês - tipo esta de agora, que estou na Europa e ele na Austrália - eu fico louca. Mas aí vejo uma matéria sobre os Klaxons e ele fala alguma coisa fofa, me deixa feliz. A mãe do Simon junta todos os recortes. Às vezes, estou na rua, indo para o show, e vêm umas meninas e falam: "Você não tem saudade do seu namorado?". Acho fofo.

Seus pais aprovaram ele?

Eles adoram. O Simon grava os programas de TV ingleses e manda pelo correio para eles.

Você vai mesmo se casar aqui no Brasil, no fim do ano?

Para casar é muita papelada... Tipo, tem de voltar 90 dias depois. Não sei se a gente vai ter tempo de fazer no Brasil. Não vejo a hora de ser a esposa dele! Nunca imaginei que fosse me casar... Acho que o amor é a coisa mais linda do mundo agora que ele existe.

E como exatamente seria o seu vestido de casamento?

Ai, seria supersimples... Eu pediria pra Luella Bartley fazer. Ela é uma estilista norte-americana que mora na Inglaterra que eu conheci. Muito fofa, sempre fui fã dela. Acho que seria uma coisa meio fada.

Quem costuma demorar mais para preparar o cabelo, você ou ele?

Eu não faço nada no meu cabelo. E o cabelo dele é daquele jeito mesmo, juro. Ele nem precisa passar produto.