Pulse

Forgotten Boys prepara disco simples

Banda gravou quinto álbum ao vivo em estúdio

Adriana Alves Publicado em 09/04/2008, às 15h46 - Atualizado em 15/05/2008, às 17h50

Para seu novo disco, os paulistanos do Forgotten Boys chamaram uma equipe de peso: a produção é de Apollo 9, que já trabalhou com Otto, Cibelle, e o engenheiro de som é Roy Cicala, que já gravou com John Lennon, AC/DC, Tom Petty, Patty Smith, Frank Sinatra. "O Apollo é prático e rápido. O Roy tem um conhecimento muito grande. Dos dois veio a idéia de gravar ao vivo. Está sendo fácil, eles se preocupam com o necessário sem fazer muita firula", conta o vocalista e guitarrista Chuck Hipolitho.

A diferença entre este álbum (o quinto da banda) e os anteriores está na simplicidade. "É mais forte, mais simples e até certo ponto mais pesado do que o Stand By the D.A.N.C.E. (2005), pelo fato de ter sido gravado ao vivo", diz Hipolitho, que se anima ao citar os métodos utilizados por Cicala para obter a sonoridade do disco: "Ele tem usado meios não muito ortodoxos, como não usar fones de ouvido. Os instrumentos 'vazam' em outros microfones e isso tem dado uma característica própria de coisas dos anos 70".