Pulse

Novo do Jota Quest será lançado em agosto

Com fim da construção do estúdio próprio, banda prepara disco de inéditas após três anos

Christina Fuscaldo Publicado em 09/04/2008, às 15h43 - Atualizado em 15/05/2008, às 17h46

Com o Jota Quest, aconteceu tudo de uma vez. Depois de três anos requentando o repertório do CD/DVD Até Onde Vai, a banda mineira começou a trabalhar em um disco de inéditas, contando com a parceria dos ocupados produtores Kassin e Mario Caldato. O sonho da casa própria, que vinha crescendo em Rogério Flausino, Marco Túlio Lara, Márcio Buzelin, PJ e Paulinho Fonseca, acaba de se realizar: o estúdio particular do quinteto finalmente ficou pronto. "É um sonho desde que a banda começou", comemora o vocalista Flausino. "Gravávamos na Pampulha, mas a casa não era nossa e estava pequena. Achamos esse terrenão e subimos o caixote. Agora, cabemos nós, os produtores e nossas famílias."

Por enquanto, os músicos aproveitam o tempo para escolher e refinar o repertório do novo disco, que ainda não tem nome e deve ser lançado em agosto. Kassin e Caldato, que visitaram o estúdio quando este ainda estava em obras, começam a trabalhar na produção a partir de maio. Para Flausino, a dupla de produtores - que trabalhou junta em Sim, de Vanessa da Mata, e, separadamente, em discos de Marcelo D2 e Caetano Veloso - ajudará o Jota Quest a fazer com mais vigor o que a banda já tentou outras vezes: misturar sua pegada pop com influências brasileiras.

"Kassin tem trabalhado com música brasileira, e o Caldato fez um disco divisor de águas, Em Busca da Batida Perfeita, do D2, que mistura hip-hop com samba", explica o vocalista. "O Jota sempre quis chegar a este momento. Em vários discos, tentamos colocar uma 'brasilidade', mas o que vai para a rádio não mostra isso. Agora, a gente precisa encontrar o fio condutor do nosso trabalho."