Novos Mutantes

Sem Zélia e Arnaldo, Sérgio Dias e banda lançam inédita com cara de anos 70

Artur Tavares Publicado em 07/05/2008, às 16h57 - Atualizado em 04/08/2008, às 17h54

"Mutantes Depois": a primeira faixa inédita da banda em mais de 30 anos

Sérgio dias e a nova formação dos Mutantes apresentaram a primeira música inédita da banda em mais de 30 anos. "Mutantes Depois" retoma o espírito psicodélico do grupo nos anos 70, quando ainda tinha em sua formação Rita Lee e Arnaldo Baptista.

Após tocarem ao vivo a música em uma das sacadas do Teatro Municipal de SP, com uma borboleta gigante de luz estampada na parede, Dias levou sua banda para uma breve coletiva de imprensa, na qual evitou, muitas vezes com visível nervosismo, falar da recente saída de seu irmão Arnaldo Baptista e da cantora Zélia Duncan do grupo (no fim de 2007).

Sobre a nova formação da banda só fez elogios. Os Mutantes de hoje, em que somente ele e o baterista Dinho Leme são da formação original, contam com Bia Mendes (voz), Fabio Recco (voz), Vinicius Junqueira (baixo), Henrique Peters (teclado, flauta e voz), Vitor Trida (teclado, guitarra, violão, flauta e voz) e Simone Soul (percussão).

Destes, apenas Dinho Leme e Bia Mendes também falaram na coletiva. Enquanto Dias dizia que "as portas estão abertas para Arnaldo e Rita, se eles quiserem voltar", Leme não escondia que "é possível que o Arnaldo toque algumas músicas com a gente". Foi o único comentário que fez sobre os ex-integrantes. Já sobre "Mutantes Depois", disponível para download gratuito, disse que a canção era "um presente, não uma coisa com intuitos comerciais. Estamos lançando essa música para mostrar para vocês para onde estamos indo, e qual é nosso rumo, nosso horizonte". Caminho este que parece agradar Dias, que agora carrega nas costas a marca Mutantes. A questão é se ele conseguirá fazer jus a ela.