Nova Vanguarda?

Indies paulistanos se reúnem para show agregador

Marcus Preto Publicado em 09/06/2008, às 17h22

Tente desfazer o nó: Curumin toca bateria na banda de Guilherme Mendonça. Que, além de seu próprio projeto (o Guizado), é tecladista e trombonista de Bruno Moraes. Que só faz shows com seu baterista preferido, Guilherme Kastrup. Que também toca para a cantora Andréia Dias. Que sempre se apresenta com as guitarras de Fernando Catatau, do Cidadão Instigado. Que tem Regis Damasceno como guitarrista e Rian Batista como baixista. Que tocam com Bruno. Que mantém parceria com Romulo Fróes. Que tem Curumin como baterista.

Envolvendo 18 artistas da cena paulistana, essa orgia musical atinge o clímax em 22 de junho, quando o show "Tudo de Novo" aporta no Auditório do Ibirapuera (SP).

"A idéia rolou da vontade de localizar quem são os meus contemporâneos de som e identificar o que cada um tem de parecido e de diferente de mim", conta Romulo Fróes, que assina com Bruno Moraes a direção artística do projeto. "Notei o que nos unia: a sonoridade criada pelos músicos que se revezam nas bandas de todos nós. Eles fazem o fio da meada. Bruno concorda: "Cada um veio de um canto diferente com bagagens próprias e costuram um artista a outro. Trabalhos de artistas diferentes entre si se tornam quase complementares".

Ambos atentam ao fato de que Andreia Dias, Bruno Moraes, Cidadão Instigado, Curumin, Guizado e Romulo Fróes - os seis artistas "principais" do "Tudo de Novo" - acabaram de lançar seus novos CDs. "Vamos subir ao palco e mostrar nossas músicas, tudo misturado e organizado para que o público brinque de entender e se confundir com as formações", encerra Bruno.