Para Confundir

ChicoCorrea mistura MPB e eletrônica, mas não é nem um dos dois

Thereza Dantas Publicado em 09/06/2008, às 12h53 - Atualizado em 11/06/2008, às 15h46

ChicoCorrea & Eletronic Band (Da esq. para a dir.): Larissa, Orlando, João, Esmeraldo, Stephan e Victor

A começar por seu nome, o ChicoCorrea & Electronic Band é muito diferente de tudo o que se relaciona ao Nordeste. Sua origem não é a Bahia nem Pernambuco - o ChicoCorrea nasceu na Paraíba e não é exatamente um músico com uma banda de acompanhamento, e sim um grupo completo, formado por Victor Ramalho (bateria), o suíço Stephan Bühler (sax), João Cassiano (zabumba), Larissa Montenegro (voz), Orlando Freitas (baixo), o VJ Carlos Dowling e as intervenções eletrônicas do compositor Esmeraldo Marques, o ego do ChicoCorrea.

A letra da música "Baile Muderno" mostra um pouco a forma como o ChicoCorrea se relaciona com o resto do mundo: "Eu vou ligar na tumada/ 34 alto-falantes/ Há de se ouvir distante/ A radiola encantada". É música eletrônica, mas também é coco, baião, rock, bossa nova, samba, carimbó. "Não queremos ser classificados como uma banda de música eletrônica", se explica Marques. "Nós não nos encaixamos no house, no techno, muito menos no dub." E ele quer confundir mais ainda as estreitas definições musicais com as participações nos shows do músico e rabequeiro Beto Brito e da cirandeira Penha Cirandeira, ou com os samplers das vozes de Dona Odete de Pilar, da pifanista Zabé da Loca e do grupo de coquistas Caiana dos Criolos - todos artistas paraibanos - contidas no CD homônimo (2006) do septeto.

Com sete anos de vida, o ChicoCorrea & Electronic Band já passeou por diversos festivais brasileiros e incluiu suas composições no site alemão Musicartistry e no site japonês Bump Foot. As canções da banda saltaram da média de 10 mil downloads, desde outubro de 2007, para a promissora marca de 70 a 80 mil downloads por mês. Mesmo seguindo na contramão do mainstream, o ChicoCorrea tem ficado cada dia mais pop.

O disco completo de ChicoCorrea está disponível para download gratuito. Para baixar, clique aqui.